Últimas notícias:

Loading...

Por que você não deve falar ‘Parada Gay’ e sim ‘Parada LGBT’

Afinal, a parada luta por representatividade e inclusão!

Por: Redação

Antes de mais nada, a Parada do Orgulho LGBT é um evento político, que luta pela representatividade de cada uma das letras que compõem a sigla, ou seja, pelas lésbicas, pelos gays, pelos bissexuais, pelos transgêneros, além de outros grupos que batalham para fazer parte dela, como intersex e queer.

Parada do Orgulho LGBT na avenida Paulista

Sempre que você reduz a parada aos gays, ficam de fora todos os outros grupos que lutam contra a invisibilidade, e, assim, a tão sonhada diversidade sexual fica prejudicada.

Ao dizer “Parada Gay”, em vez de promover a igualdade, acabamos excluindo muita gente. E a Parada do Orgulho LGBT é exatamente o oposto: inclusão. Inclusão esta que já é sofrida e difícil de ser aceita pela sociedade, especialmente pela nossa, em que, a cada 19 horas, uma pessoa LGBT é assassinada. A união nesses casos é peça chave para sermos respeitado como cidadãos que somos, seja lá qual for nossa identidade de gênero e orientação sexual.

Leia mais aqui sobre a Parada LGBT:

?>