Saiba quem é o Ministro de Bolsonaro que não conhece Chico Mendes

Condenações na justiça, investigação no Ministério Público e apoio de ruralistas cercam Ricardo Salles

Por: Redação | Comunicar erro
Crédito: Tomaz Silva/Agência BrasRicardo Salles

O ministro do Meio Ambiente Ricardo Salles, de 43 anos, não é ambientalista, nem ruralista. Ele é advogado. Natural de São Paulo, em 2018, ele disputou, sem sucesso, uma vaga para deputado federal pelo Partido Novo.

Salles preside o Movimento Endireita Brasil, que defende uma nova direita no cenário político brasileiro.

O ministro foi condenado em primeira instância pela Justiça por favorecimento de empresas de mineração, adulterando mapas de zoneamento do Plano de Manejo da Área de Proteção Ambiental (APA) do Rio Tietê, enquanto foi secretário de Meio Ambiente do Estado de São Paulo.

Crédito: Valter Campanato/Agência BrasilRicardo Salles ao lado do presidente Jair Bolsonaro no dia da posse

Salles é investigado pelo Ministério Público Estadual por intermediar processos administrativos e outras atividades supostamente ilícitas na Junta Comercial de São Paulo.

O nome de Ricardo Salles foi indicado à pasta do Meio Ambiente por várias entidades ligadas ao setor produtivo, como o agronegócio, construção civil, comércio e indústria.  Ele recebe apoio da Sociedade Rural Brasileira e a União da Agroindústria Canavieira (Unica) e também de setores da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

O ministro defende o Projeto de Lei dos Agrotóxicos, sendo a favor da agilização da aprovação do uso dos defensivos agrícolas, a maioria deles proibidos na Europa e Estados Unidos.

Enquanto Chico Mendes foi um seringueiro, sindicalista e ativista político brasileiro. Incansável defensor da floresta Amazônica e dos povos que dela dependiam para viver, combatendo o extrativismo predatório, por uma extração sustentável para as pessoas e a floresta, e criou o conceito de reserva extrativista.

Em 1987, Chico Mendes foi o primeiro brasileiro a receber o Prêmio Global 500 da ONU, que reconhece as personalidades que lutam pelo meio-ambiente. Com sua militância atraiu a ira dos latifundiários e foi assassinado em 22 de dezembro de 1988, nos fundos de sua casa.

Salles pode não concordar com a luta de Chico Mendes, pode se quiser não o reconhecer como um grande líder brasileiro, mas não pode desconhecê-lo.

1 / 8
1
04:53
Netflix e KondZilla lançam ‘Sintonia’, da periferia para o mundo
KondZilla tem razão quando afirma: "A favela venceu". “Sintonia”, a nova série da Netflix, prova isso. A ideia original é dele …
2
04:21
Sinais que indicam problemas no estômago
Ter tosse seca pode ser um sinal que o seu estômago não vai muito bem. Hoje, o Dr. Raul Cutait, médico …
3
03:43
O estrago de Frota é maior que o Bolsonaro poderia acreditar
Após ser expulso do PSL, o deputado federal Alexandre Frota confirmou sua filiação ao PSDB, partido de João Doria, governador …
4
03:03
Câmara aprova projeto de lei sobre abuso de autoridade
A Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que define quais situações configuram abuso de autoridade. Agora, o texto …
5
04:07
Um pedido de desculpas à Angela Merkel pelas ofensas de Bolsonaro
Depois de dizer a um repórter que ele deveria fazer cocô dia sim, dia não para preservar o meio ambiente, …
6
03:26
Mortes provocadas pelo fim dos radares deveriam ter nome de Bolsonaro
O presidente Jair Bolsonaro determinou nesta quinta-feira, 15, a suspensão dos radares de fiscalização de velocidade móveis em rodovias federais …
7
04:56
‘Risk’, na Netflix, vaza a imagem não autorizada de Julian Assange
Será que, em um ato de coragem, você arriscaria sua própria liberdade para trazer à tona realidades que manipulam a …
8
07:44
Saiba tudo sobre os métodos anticoncepcionais
Prevenção é essencial quando o assunto é relação sexual. Hoje, há outros modos de prevenção que vão além da pílula e …