Vídeo mostra PM agredindo mulher e invadindo casa em São Paulo

Os policiais já chegam ao local batendo nos moradores. Uma mulher reage, leva um tapa na cara tem o cabelo puxado por um policial

Por: Redação

Um novo vídeo que circula nas redes sociais mostra mais uma abordagem truculenta da Polícia Militar (PM) de São Paulo, que desta vez agrediu uma mulher e invadiu uma casa, no bairro Jaraguá, na Zona Norte da capital. As informações foram obtidas pelo portal ‘G1’.

vídeo pm agredindo mulher
Crédito: ReproduçãoVídeo mostra PM agredindo mulher e invadindo casa em São Paulo

O vídeo foi gravado por um vizinho usando a câmera do seu celular. Ele registrou quando ao menos dois policiais já chegaram no local batendo e acuando moradores. Uma mulher reagiu a truculência e e levou um tapa na cara, além de ter o cabelo puxando por um policial.

Os vizinhos, que gravam a cena, gritam: “Ó, tá gravando! Ei, dessa forma não hein, não pode agredir mulher não, hein, vacilão. Tem criança deficiente na casa! Tá errado!”.

Em seguida, os policiais invadem uma casa e espirram spray de pimenta, segundo os moradores que filmavam a ação da PM. Para assistir ao vídeo, clique aqui.

Após uma das pessoas agredidas se identificar como soldado, o grupo de policiais deixa rapidamente o bairro em ao menos duas viaturas. Os moradores gritam que anotaram o número de uma das viatura, que seria 11497. As viaturas seriam do 49º BPM de Pirituba.

Em nota, a Polícia Militar informou que após ter acesso ao vídeo foi instaurado Inquérito Policial Militar para apurar os fatos. Quatro PMs foram identificados e já prestaram depoimento.

Quatro policiais já foram identificados e prestaram depoimento. Eles foram afastados do serviço operacional enquanto a investigação está em andamento.

Saiba como denunciar violência policial

Destacamos diferentes ferramentas de denúncia contra a violência policial. Além da agressão física, configura-se também pela intimidação moral, no uso ilegal e ilegítimo da força ou da coação. Seja por meio de órgãos públicos ou plataformas digitais, confira dicas sobre como denunciar violência policial:

Disque 100

Canal de comunicação que possibilita conhecer e avaliar a dimensão da violência contra os direitos humanos e o sistema de proteção, bem como orientar a elaboração de políticas públicas.

Ouvidoria de PM

Recebe denúncias contra policiais militares e civis que, eventualmente, tenham cometido atos arbitrários ou ilegais; Faz a apuração das queixas. A denúncia pode ser feita anonimamente, por meio de carta e-mail ou telefone.

Em São Paulo, por exemplo, a denúncia pode ser feita até online.

Corregedoria das polícias Civil e Militar

Criado para apurar desvio de conduta policial, órgão pode instaurar inquérito policial quando o crime é cometido por agentes de segurança e, neste caso, encaminhado à justiça comum.

Ministério Publico – MP

Tem como função processar infratores e fiscalizar ações de órgãos públicos envolvidos em investigação criminal, como polícia e órgãos de perícia.

DefeZap

Desenvolvido em 2016 pelas organização Nossas, a plataforma tem como objetivo dar visibilidade à questão da segurança pública e defesa dos direitos humanos.

A plataforma recebe denúncias de violência policial, realiza apurações preliminares e encaminha casos aos órgãos competentes. Conheça a plataforma.