Violência contra a mulher: agente da PF multa esposa para puni-la

Marido cobrava valores entre R$ 20 e R$ 50 por ações como queimar a comida, molhar móvel do banheiro e deixar roupa suja fora do cesto

Por: Redação

A violência contra a mulher tem muitas faces. Em Teresina (PI), ela se mostrou de forma inusitada e perversa. Um agente da Polícia Federal teria obrigado sua mulher a pagar multas dentro de casa, como punição a atitudes e comportamentos proibidos por ele.

Em Teresina, a violência contra a mulher mostrou mais uma de suas faces perversas
Crédito: Cineberg/iStockEm Teresina, a violência contra a mulher mostrou mais uma de suas faces perversas

A denúncia levou a uma abertura de inquérito na Delegacia da Mulher Centro da capital piauiense.

O relato da vítima, a professora I.C.G.M.M., de 35 anos, dá a medida dos absurdos a que vinha sendo submetida.

José Henrique Alves Moita, o agente com quem é casada há dois anos, estabeleceu multas de R$ 20 a R$ 50 para punir ações como queimar a comida, deixar roupa suja fora do cesto, estragar a salada e molhar o móvel do banheiro ao dar banho no filho.

Reincidências nesses atos custavam à professora R$ 60. Ela chegou a ser obrigada a pagar ao marido R$ 2.000 em um único mês.

Violência contra a mulher: física e psicológica

A vítima conta que era proibida inclusive de ver televisão e mesmo o próprio filho, além de sofrer agressões físicas e violência psicológica. O casal vive no Horto Florestal, bairro da zona leste de Teresina.

Em audiência, o agente da PF afirmou que as multas tinham o intuito de corrigir, disciplinar e educar a mulher. Esse comportamento teria começado já no início do casamento.

José Henrique Alves Moita será enquadrado na Lei Maria da Penha. E responderá por violência física, psicológica e patrimonial.

Vilma Alves, delegada titular da Delegacia da Mulher Centro de Teresina, afirmou que vai ainda pedir medida protetiva para evitar novos episódios de violência contra a mulher por parte do agente.

Leia também: Homem agride gato para se vingar após briga com ex-companheira

Compartilhe: