CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Brasileiros podem se inscrever para bolsas de estudo na Espanha

As inscrições vão até o dia 10 de março para os cursos de pós-graduação, e até 3 de abril para doutorado, estadias curtas ou mobilidade

Por: Lecticia Maggi, do Estudar Fora

A Fundação Carolina está com inscrições abertas para 822 bolsas de estudo na Espanha, incluindo cursos de um mês (de verão), especialização, mestrado e doutorado. Há oportunidades em diversas áreas, como  artes, economia, direito, ciências da saúde, ciências básicas e tecnologia. VEJA AQUI E INSCREVA-SE!

As 822 bolsas dividem-se da seguintes forma: 237 para pós-graduação, 96 para doutorado e estadias curtas de pós-doutorado, 61 para mobilidade de professores e 302 bolsas de estudos institucionais. Além delas, conta-se também a renovação de 126 bolsas de doutorado.

Crédito: IStock/RuheyPlaza de España, em Sevilha

As inscrições vão até o dia 10 de março para os cursos de pós-graduação, e até 3 de abril para doutorado, estadias curtas, mobilidade de professores e estudos institucionais. Mais informações sobre as datas de programas específicos podem ser vistas nesta página.

Anualmente, a Fundação Carolina disponibiliza uma lista extensa de bolsas em instituições espanholas. São diversas áreas, que vão da engenharia às ciências sociais, e que abrangem níveis de formação como graduação e pós. Há ainda oportunidades de cursos curtos, de verão, em instituições específicas.

Como se candidatar às bolsas da instituição

Para se candidatar às bolsas disponibilizadas pela Fundação, é necessário passar pelo processo seletivo, uma application que exige exames de proficiência em língua espanhola, além de informações sobre o histórico acadêmico e profissional do estudante. Além disso, podem haver requisitos diferentes de acordo com o programa para o qual o estudante deseja ganhar uma bolsa. É possível obter bolsas parciais, assim como integrais, que cobrem todos os custos ligados aos cursos.

Outro ponto importante, no caso da Fundação Carolina, está na parceria que estabelece com instituições espanholas. Isso porque, em algumas das vagas disponíveis anualmente, a bolsa vem, em partes, da Fundação, e é complementada pela universidade, seja ela uma universidade pública ou um instituto privado espanhol. Para verificar o que cada bolsa oferece, basta ficar atento à descrição presente no site e conferir o que é determinado pela instituição de ensino de destino.

Por meio do site da instituição, é possível acessar as oportunidades disponíveis a cada ano. O estudante consegue filtrar os programas por categorias como área de interesse e nível de formação, além de ter acesso a informações sobre a instituição de ensino. É através do sistema do site que se realiza a application, e por onde o estudante submete seus dados, como currículo e histórico acadêmico ao crivo da Fundação Carolina.

Para cada programa disponibilizado, são detalhados os requisitos e critérios, como nível de fluência mínimo em espanhol e exames aceitos para comprovação de proficiência. Há ainda detalhes sobre quais custos a bolsa cobre e se há apoio extra por parte da instituição de ensino na Espanha.


Este artigo foi originalmente publicado no Estudar Fora, uma iniciativa da Fundação Estudar que ajuda jovens brasileiros a alcançarem o sonho de estudar no exterior

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.