Erros no Enem: Bolsonaro levanta hipótese de sabotagem

O presidente afirmou que o governo vai também apurar se houve um erro de gestão ou falha humana

Por: Redação

O presidente Jair Bolsonaro levantou a hipótese de sabotagem quando perguntado sobre os problemas envolvendo os erros na correção do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2019. Ele afirmou que o governo vai também apurar se houve um erro de gestão ou falha humana.

Crédito: Marcelo Camargo/Agência BrasilBolsonaro afirma que governo vai apurar erros do Enem e levanta hipótese de sabotagem

“Tenho que conversar com ele [o ministro da Educação, Abraham Weintraub] para ver o que está acontecendo. Se realmente foi uma falha nossa, se tem alguma falha humana, sabotagem… Seja lá o que for. Temos que chegar no final da linha e apurar isso daí”, disse, ao chegar no Palácio da Alvorada, na manhã desta terça-feira.

“Não quero dizer que é isso para querer se eximir de uma responsabilidade que talvez seja nossa. Não sou dessa linha, não. Eu quero realmente apurar e chegar no final da linha para poder falar com propriedade. Se foi nossa, assume. Se foi do outro, mostra com provas o que houve”, completou o presidente, segundo o UOL.

Advogados criam rede de apoio para representar participantes do Enem

Sobre manter Weintraub à frente da pasta,  Bolsonaro afirmou que “por enquanto”. Logo, tentou “arrumar” o que disse e explicou que costuma utilizar a expressão “por enquanto” para todos os ministros e que isso não quer dizer que ele esteja pensando em demitir o atual ministro da Educação.

“Por enquanto continua. Sem problema algum. Eu sempre falo ‘por enquanto’ para todo mundo. O único que não é ‘por enquanto’ é o Mourão. O resto, todo mundo é ‘por enquanto’.”