CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

A Fazenda: Lucas diz que feminismo e machismo têm muito ‘mimimi’

Segundo o participante, se oferecer para fazer uma prova de força é cavalheirismo

Por: Redação

Na tarde deste domingo, 10, Lucas disse em “A Fazenda”, da Record TV, que feminismo e machismo têm muito “mimimi”. O assunto começou enquanto ele contava de sua expulsão de outro reality show, o Are You The One? Brasil, na MTV. Ele foi acusado de machismo após ofender uma das participantes, se exaltou e foi expulso.

Lucas em A Fazenda de regata
Crédito: Reprodução/ InstagramLucas diz que machismo e feminismo têm muito “mimimi” em conversa com Sabrina

Lucas tentou se justificar dizendo que veio “de um criação tradicional”, mas que se cometesse o mesmo erro agora seria burrice. “Hoje se a menina pega um, dois, três caras, ela é solteira, ela tem direito igual nós”, contou.

“Mas uma coisa eu tenho que falar, por mais que eu aprendi e estou aprendendo ainda, tem umas coisas que é muito mimimi. Por exemplo, às vezes a prova é pesada, tem que subir corda, sei lá, eu falo: ‘Thayse deixa eu ir, eu acho que dou mais conta’. Hoje tem mulher que levanta e já fala: ‘Por quê?’. É questão de cavalheirismo”, afirmou o modelo.

Sabrina não concordou: “Depende da mulher que você vai falar. Se você falar isso para mim eu digo que aguento, eu faço treinamento com corda”, explicou ela.

Não contente, Lucas continuou insistindo no assunto: “Eu sei, mas tudo é feminismo. Não cara, é questão de cavalheirismo. Às vezes tem muito mimimi, não é só feminismo ou machismo, para os dois lados tem muito mimimi”, respondeu Lucas.

Hariany chegou a perguntar se o comentário foi uma indireta a ela após lembrar que foi sorteada para uma prova em que Lucas achou ruim por ela não tê-lo chamado para ir em seu lugar. Veja uma parte da conversa no vídeo:

View this post on Instagram

#AFazenda11 #PortalPeoes (🎥: @sigaplayplus)

A post shared by Portal Peões (@portalpeoes) on

Por que é importante lutar contra o machismo

Com a popularização de campanhas feministas, a luta contra o machismo tem ganhado cada vez mais força. O aumento das denúncias de assédio sexual, violência doméstica e estupro fortaleceu o movimento e também revelou que as agressões persistem no dia a dia de grande parte das mulheres. Entenda por que é importante lutar contra:

  • Das 500 maiores empresas do mundo, menos de 5% possuem CEO’s mulheres;
  • As mulheres realizam 6 vezes mais os afazeres domésticos do que os homens;
  • 62% dos homens acreditam que é dever deles sustentar a família;
  • 51% das mulheres concordam com os homens acima;
  • 1 em cada 3 mulheres sofre algum tipo de violência doméstica ao longo de sua vida;
  • A cada 2 segundos, uma garota menor de idade é forçada a se casar;
  • 1/3 dos países não entende violência doméstica como crime;
  • Mais de 200 milhões de garotas e mulheres foram obrigadas a passar por mutilação genital;
  • 87 mil mulheres foram vítimas de feminicídio em 2017 no mundo;
  • 58% delas foram assassinadas por conhecidos ou familiares;
  • Acontece 6 feminicídios por hora em todo o planeta;
  • No Brasil, 1200 mulheres foram vítimas de feminicídio em 2018;
  • Isso é 4% a mais do que em 2017.

Saiba mais aqui.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.