CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Ex-BBB Ivy tenta explicar falas racistas no ‘Encontro com Fátima Bernardes’

Modelo assistiu à cena em que diz que ser negro não é malefício, pois gosta quando fica mais bronzeada

Por: Redação

Ivy se defendeu das acusações de racismo que sofreu enquanto estava dentro do Big Brother Brasil (BBB20), em sua primeira entrevista na TV fora do confinamento, na manhã desta segunda-feira, 20, no Encontro com Fátima Bernardes, da Globo.

ivy bbb20
Crédito: Reprodução/GloboIvy foi entrevistava no ‘Encontro com Fátima Bernardes’. após ser eliminada do BBB20

A modelo reviu no vt um momento em que disse que não aceitava que Babu usasse a cor de sua pele como uma espécie de plataforma para se promover na casa, pois para ela ser negro não era um malefício, até porque ela mesma se achava ainda mais bonita quando estava bronzeada.

A ex-sister assumiu que errou na forma com que tratou Babu no jogo. “A Flay falou que não usava isso da cor da pele pra se justificar, e eu falei que também não concordava, que não acho que isso é uma coisa ruim, um malefício. Depois a Marcela [Mc Gowan] entrou na conversa e me explicou algo além, sobre o que eles [negros] sofrem, essas coisas. Mas eu quis dizer no intuito de: por que falar isso? Não tem distinção [entre negros e brancos]”, justificou.

Fátima Bernardes então comentou sobre o fato de Ivy votar em Babu em quase todas as formações de Paredão: “Lá dentro do jogo era muito difícil votar nas pessoas. O Babu teve atitudes que eu não gostei, teve briga, comprei a briga do Daniel com ele. Ele ficou nervoso, com razão, e acabou gritando. Uma coisa pequena a gente acaba pegando pra motivo voto dentro da casa. Eu fui levando isso, prolongando por medo, não querendo votar em outras pessoas. Foi um erro meu”, assumiu.

Como denunciar racismo

Racismo é crime previsto pela Lei 7.716/89 e deve sempre ser denunciado, mas muitas vezes não sabemos o que fazer diante de uma situação como essa, nem como denunciar, e o caso acaba passando batido.

Para começar, é preciso entender que a legislação define como crime a discriminação pela raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional, prevendo punição de 1 a 5 anos de prisão e multa aos infratores.

A denúncia pode ser feita tanto pela internet, quanto em delegacias comuns e nas que prestam serviços direcionados a crimes raciais, como as Delegacias de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi), que funcionam em São Paulo e no Rio de Janeiro.

No Brasil, há uma diferença quando o racismo é direcionado a uma pessoa e quando é contra um grupo. Confira aqui a diferença e saiba quando se deve denunciar uma atitude racista.

Acompanhe a página especial do BBB20 na Catraca Livre e fique por dentro de tudo que rola na casa mais vigiada do Brasil!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.