Últimas notícias:

Loading...

Jovem da ‘PIFAIZER’ rebate comentários homofóbicos a seu respeito

Ele ganhou as redes da noite para o dia ao se passar por um agente da farmacêutica Pfizer tentando oferecer vacina para o governo Bolsonaro em 81 e-mails

Por: Redação

Com mais de 8 milhões de visualizações conquistados praticamente da noite para o dia em um único vídeo no Instagram, o humorista que se identifica como Esse Menino nas redes sociais conseguiu fazer rir com um assunto extremamente triste: a negligência com que o governo de Jair Bolsonaro (sem partido) tratou as ofertas de vacina da farmacêutica Pfizer – 81 foram recusadas, de acordo com documento exposto pelo senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) na CPI da Covid.

pifaizer
Crédito: Reprodução/Instagram/@essemeninoJovem da “PIFAIZER” relata ataques homofóbicos e dá a melhor resposta possível

Em um vídeo de 3 minutos e 25 segundos, o jovem se caracterizou como se fosse um agente da Pfizer escrevendo os 81 e-mails para Bolsonaro, de uma forma bastante sarcástica. Logo de início, a forma pausada como ele pronunciou o nome da farmacêutica (“PIFAIZER”) conquistou as redes sociais, tanto que esse termo está nos trending topics do Twitter como um dos assuntos mais comentados do dia.

pifaizer
Crédito: Reprodução/Twitter“Pifaizer” é um dos assuntos mais comentados do Twitter nesta sexta-feira

Ao longo do vídeo, Esse Menino expõe várias situações comentadas na CPI da Covid, como por exemplo, o fato de a farmacêutica Pfizer ter tido interesse em fazer do Brasil uma vitrine da vacinação ao mundo, e a oferta de vacinas pelo valor 50% abaixo do que está hoje. Tudo de forma irônica, mas sem deixar de cutucar o desleixo e a falta de vontade do governo em adquirir as vacinas da farmacêutica ao país.

Assista ao vídeo da “PIFAIZER”:

Depois que o vídeo da PIFAIZER viralizou e ganhou as redes sociais, Esse Menino gravou um novo vídeo, dessa vez em forma de denúncia. Ele afirma que alguns internautas dispararam ataques homofóbicos contra ele. “Viadinho, tem que apanhar”, foram algumas das ameaças relatadas pelo influenciador digital. Em seguida, ele rebateu da melhor forma possível os ataques.

“Deixa eu explicar uma coisa para vocês. Vocês chegaram hoje, aí parece que eu nasci hoje, mas nasci tem um tempo. Na minha vida, ser um grande homossex [homossexual] é um dos pilares mais fortes, junto com minha família, meus amigos, a comédia e ser um eterno boiolão. É inabalável. Tem que ralar muito pra tentar tirar meu sono em relação a isso. Eu saí do armário para os meus pais com 13 anos de idade, no interior de Minas. Esse viado tem estrada, filha. Então, assim… boa sorte. Só existe uma situação em que eu me sinto mal em ser gay, que é quando eu peço pra ficar com outro gay e ele diz não. Então assim quem vier xingar, e falar ‘ah, sua bicha’, pra você é ‘senhora bicha'”, disse.