Mãe de Ferrugem diz que filho foi discriminado por ser branco e chora

Ana Maria Braga ainda presenteou Maristela com um buquê de flores.

Por: Redação

A Mãe de Ferrugem diz que filho foi discriminado por ser branco e ainda chorou, nesta quinta-feira, 25, durante o programa ‘Mais Você’, da TV Globo.  O cantor tomou café da manhã com Ana Maria Braga e sua mãe, Maristela Falide, falou sobre o inicio da carreira do cantor.

Crédito: Reprodução/TVGloboMãe de Ferrugem diz que filho foi discriminado por ser branco e chora

Maristela falou que o filho sofria porque diziam que ele era “branco azedo”.

“Me emociona muito porque… falar que ele já foi até muito humilhado para chegar onde chegou. O próprio preconceito, porque todo mundo vê que ele é um menino muito branquinho, da pele muito branca, ruivo, cheio de sardas, e olhavam para ele e diziam: ‘Ele? Esse moleque aí, branco, azedo?’. Ele vivia dizendo: ‘Mãe, não dá! Eu quero, mas é muito difícil!’. Eu falei: ‘Você vai continuar'”, contou a mãe, com olhos marejados, beirando o choro.

Se Maristela quase chorou com essa história, imagine a mãe que teve seu filho morto, porque portava um guarda-chuva e os policiais acharam que era um fuzil, só porque ele era negro.

Depois de aparecer no vídeo, a mãe de Ferrugem surgiu ao vivo no estúdio cantando Primavera, de Tim Maia. Ferrugem acompanhou a mãe no dueto, emocionado.

Ana Maria presenteou Maristela com um buquê de flores.

Em pleno 2019, uma acha que o filho sofreu preconceito por ser branco, e a outra ainda a presenteia com um buquê de flores.