Rafa Brites cala a boca de machista que falou do ‘carro do maridão’

Ex-apresentadora da Globo disparou: ‘Eu comprei’

Por: Redação

Rafa Brites usou o seu perfil no Instagram, nesta sexta-feira, 14, para mandar um recado para um homem que a abordou na rua de forma inadequada. A ex-apresentadora da Globo foi vítima de machismo enquanto saía da academia.

rafa brites
Crédito: Reprodução/InstagramRafa Brites mandou um recado para um machista que a abordou de forma inadequada na rua

A influencer, casada com o apresentador Felipe Andreoli, contou que estava saindo do local e um desconhecido se manifestou: “Carrão, hein?! Maridão deve estar ganhando bem lá na Globo”.

Na legenda do post, Rafa disse que o carro foi comprado por ela, assim como todas as modificações feitas no veículo, e deu um chega pra lá no machista.

“Esse não é o meu carro obviamente, mas está aí algo que eu adoro e entendo. Acreditem se quiser, eu estava saindo da academia agora, entrando no meu carro, passou um cara e falou: ‘Carrão, hein?! Maridão deve estar ganhando bem lá na Globo’. Eu não tive nem tempo de responder. Mas respondo por aqui: opa, maridão deve ganhar bem mesmo, mas esse carro e o dele, inclusive, fui eu quem comprei. Escolhi, negociei, mandei colocar protetor de cárter, paguei a mais pelo detalhe cromado e por sinal estou querendo trocar o escapamento do meu para um mais esportivo. Obrigada. De nada”, disparou.

O que machismo?

O machismo é o preconceito que se opõe à igualdade de direitos entre os gêneros, favorecendo o gênero masculino em detrimento ao feminino. Em bom português: é toda a opressão sofrida por mulheres e produzida por homens.

Por exemplo, uma pessoa machista é quem acredita a mulher não deve se portar e ter os mesmo direitos de um homem ou que julga a mulher como é inferior ao homem em aspectos físicos, intelectuais e sociais.

O pensamento machista é totalmente cultural e pode vir de todo canto da sociedade, independente da classe social, posição política, religião ou família.

Por ter sido tratado como algo normal por muito tempo, há apenas algumas décadas esse comportamento é problematizado, especialmente pelos movimentos feministas, que lutam pela igualdade de gênero.

E mesmo com o avanço da luta feminista, não é todo mundo que concorda que o machismo deve ser combatido. Isso faz com que, mesmo com os esforços feministas, ele ainda esteja presente em tantos ambientes.

É importante lutar contra o machismo porque…

  • Das 500 maiores empresas do mundo, menos de 5% possuem CEO’s mulheres;
  • As mulheres realizam 6 vezes mais os afazeres domésticos do que os homens;
  • 62% dos homens acreditam que é dever deles sustentar a família;
  • 51% das mulheres concordam com os homens acima;
  • 1 em cada 3 mulheres sofre algum tipo de violência doméstica ao longo de sua vida;
  • A cada 2 segundos, uma garota menor de idade é forçada a se casar;
  • 1/3 dos países não entende violência doméstica como crime;
  • Mais de 200 milhões de garotas e mulheres foram obrigadas a passar por mutilação genital;
  • 87 mil mulheres foram vítimas de feminicídio em 2017 no mundo;
  • 58% delas foram assassinadas por conhecidos ou familiares;
  • Acontecem 6 feminicídios por hora em todo o planeta;
  • No Brasil, 1200 mulheres foram vítimas de feminicídio em 2018;
  • Isso é 4% a mais do que em 2017.