Publicidade

Informar

6 cuidados para você não fritar o cabelo com chapinha ou babyliss

Por: Redação | Comunicar erro
...
Publicidade

Não se sinta culpado por abusar da chapinha ou do babyliss, afinal, é realmente complicado conciliar a vontade de mudar de visual com a saúde do cabelo.

Contudo, é um dever ficar ligado nos cuidados antes e depois do uso dessas ferramentas, que, infelizmente, prejudicam as estruturas internas dos fios, deixando o cabelo áspero, seco e quebradiço.

Crédito: Getty ImagesSecadores, chapinhas e babyliss são vilões para seu cabelo

Uma boa maneira de cuidar melhor da saúde do cabelo é entender a estrutura capilar. Os fios são compostos de proteínas, predominantemente queratina, também encontrada em outras partes do corpo, como as unhas.

A camada externa do fio é chamada de cutícula e age na proteção e no brilho do cabelo, enquanto o córtex, situado na parte interna, proporciona força, elasticidade e permeabilidade.

[/facilite]
Facilite sua Vida: Aprenda a cachear o cabelo usando apenas um lenço
[/facilite]

As altas temperaturas de chapinhas e babyliss, se usados com frequência, causam danos irreparáveis a essas estruturas, sobretudo se o cabelo também for submetido a químicas, como tinturas e produtos para alisamentos.

Pensando em ajudar todos os dependentes de secadores, chapinhas e babyliss, o Catraca Livre Estilo listou seis cuidados básicos que você deve ter com seu cabelo para tentar reduzir os danos causados por essas ferramentas. Confira:

  • Lavagem

Apesar do que a maioria das pessoas pensam, enxaguar o cabelo não é uma tarefa tão fácil assim. Muitos dos problemas capilares, como caspas e queda excessiva, estão ligados à limpeza incorreta dos fios.

Para manter as madeixas saudáveis, é muito importante caprichar no enxágue para que não fique nenhum restinho de shampoo ou condicionador no couro cabelo. Ao usar chapinha ou babyliss, combinados com o calor, as madeixas tendem a ficar porosas se tiverem resíduos de produtos.

  • Secagem

Sabe aquele barulhinho de ovo fritando produzido pelos fios molhados quando encostam nos aparelhos quentes? É um verdadeiro assassinato para seu cabelo.

Uma prática obrigatória antes de usar chapinhas e babyliss é se assegurar de que as mechas estão completamente secas. Se você preferir usar secadores ao invés de deixar os fios secarem naturalmente, lembre-se de usá-lo sempre na função fria, já que as madeixas serão submetidas a altas temperaturas posteriormente.

  • Hidratação

“Hidratação” deve ser um mantra e um costume na vida de quem é dependente de chapinhas e babyliss. Investa em shampoos e condicionadores com ingredientes que são hidratantes naturais. Opções com óleo de argan, por exemplo, ajudam na manutenção da hidratação sem deixar os fios pesados.

Uma ou duas vezes por semana, substitua o condicionador convencional por uma máscara de hidratação, deixando-a agir por alguns minutos. Uma boa dica é aplicar o produto no cabelo e aproveitar o tempo de ação para realizar outras tarefas, como uma ida à academia ou uma faxina em casa. Depois, não se esqueça de remover muito bem a máscara.

  • Proteção térmica

Protetores térmicos são fundamentais no dia a dia de quem alisa ou cacheia as madeixas regularmente. Além de estimular o enfraquecimento e a queda dos fios, ferramentas de alta temperatura podem queimá-los com facilidade.

O ideal é aplicar o produto ainda no cabelo úmido. Contudo, se você tem o hábito de usar chapinhas e babyliss sem lavar o cabelo anterior, não deixe de usar o spray mesmo nos fios secos.

Quando for escolher seu protetor térmico, dê preferência para opções à base de queratina ou silicone, que garantem mais proteção e são mais potentes na selagem das cutículas capilares.

  • Temperatura dos secadores, chapinhas e babyliss

Uma alternativa para manter o uso constante das ferramentas é a redução de suas temperaturas. Apesar das chapinhas e babyliss terem melhores desempenhos quando estão super quentes, os prejuízos causados aos fios são ainda piores nessas circunstâncias.

Procure manter a temperatura sempre em 180ºC para reduzir os danos à saúde de seu cabelo. Mesmo se os fios forem grossos, não é recomendado usar os aparelhos mais de três vezes na mesma mecha. No caso do secador, mantenha a boca do aparelho a pelo menos 15 centímetros da raiz do cabelo.

  • Manutenção de corte

Se for possível incluir na sua rotina passadas frequentes no cabeleireiro, seu cabelo ficará muito grato. Cortá-lo regularmente é essencial para dar adeus às pontas duplas e desfiadas, e eliminar a parte mais seca e danificada da cabeleira.

Assim, será possível modelar o cabelo com mais facilidade, sem precisar usar chapinhas e babyliss por tanto tempo e com temperaturas altíssimas.


Leia mais:

Compartilhe:

Publicidade
Publicidade

Museu de Anatomia Humana da USP exibe peças que ensina como o seu corpo funciona

Cereja Flor: O lugar das taças de sorvetes gigantes em São Paulo

Fondue taiwanês é a próxima delícia que você tem de provar

Médica tira dúvidas sobre anticoncepcional

Refugiados se tornaram microempreendedores em um lava-rápido em São Paulo

Publicidade