Publicidade

Informar

Os 12 passos para secar o cabelo com perfeição segundo Cambridge

Por: Redação | Comunicar erro
...
Publicidade

Conforme o tempo passa, a ciência divulga novas informações para deixar a gente louco e mostrar que, até então, algumas ações cotidianas eram feitas do jeito menos prático ou saudável possível. Por exemplo: você já pensou que aprendeu a secar o cabelo da maneira errada? Pois a Universidade de Cambridge afirma que sim.

Em um estudo publicado em novembro de 2017, a instituição britânica listou doze passos para secar o cabelo perfeitamente, considerando a saúde e a beleza dos seus fios.

Tim Moore, PHD em Microeletrônicos pela Universidade de Cambridge, dedica grande parte de seu trabalho à pesquisa dos melhores métodos para cuidar do cabelo.

“De fato, é meu trabalho como cientista investigar como a lavagem pode ajudar ou prejudicar o cabelo humano e, examinando o cabelo em seu nível celular mais profundo, descobri os segredos para se obter o o resultado perfeito”, escreveu o pesquisador em texto um publicado no Daily Mail.

Confira os 12 passos revelados por Tim Moore ao jornal britânico:

  • Entenda a estrutura do seu cabelo

Segundo o cientista, a primeira coisa a se fazer é conhecer suas madeixas. O cabelo é formado por proteínas, essencialmente por queratina, presente também em unhas, penas e garras de outros animais.

Cada fio é uma estrutura complexa, como uma corda dentro de uma corda: na parte externa, a cutícula, que garante proteção; internamente, o córtex, responsável pela força e pela elasticidade.

Na pesquisa, Tim explica que, considerando os tipos de cabelo do mundo, o mais fino é o africano, seguido do caucasiano e do asiático, apontado como o mais grosso.

  • Evite “desastres naturais”

“Você pode imaginar que deixar o cabelo secar naturalmente, sem usar um secador de cabelo, seria melhor para ele. Errado! Esta é possivelmente a coisa mais prejudicial que você pode fazer”, escreveu Moore.

Ao molhar o cabelo, você altera imediatamente a estrutura do fio, pois a água é absorvida pela cutícula e enfraquece as madeixas. Quanto mais tempo o fio fica molhado, mais ele incha e maiores são as rachaduras. Por isso, nunca escove ou tencione as mechas quando estiverem úmidas.

  • Qual o melhor produto para comprar?

Na hora das compras, é difícil conciliar o preço dos produtos com a qualidade que esperamos, certo?

Tim explica que o valor dos cosméticos realmente faz diferença em seus resultados, mas que produtos caros não são necessariamente sinônimos de melhor qualidade.

Seu conselho é escolher shampoos e condicionadores de preços médios e testar quais marcas têm melhor desempenho em seu cabelo.

Crédito: Getty ImagesNem o mais barato, nem o mais caro: aposte em produtos intermediários, que não pesem no bolso e de qualidade
  • Atenção na hora de passar a toalha!

Antes de usar o secador de cabelo, é essencial tirar o excesso de água com uma toalha, mas cuidado! Você deve apertar suavemente as mechas sem esfregar o tecido na cabeça.

Além de produzir muito frizz, a fricção tende a quebrar o fio já enfraquecido pela umidade. Por isso, evite toalhas felpudas e aposte em modelos de microfibra, que provocam menos atrito.

  • Escova pode?

O pesquisador é bem enfático: jamais escove o cabelo molhado. Por estarem mais fracas, as mechas podem quebrar instantaneamente com o movimento da escova. Por isso, use pentes de dentes largos e espaçados, penteando delicadamente para minimizar os danos.

  • Dormir com o cabelo molhado provoca pesadelos

Por mais que você queira cair na cama logo, dormir com o cabelo molhado é um erro terrível.

Durante o sono, é normal esfregar a cabeça no travesseiro incontáveis vezes, o que gera fricção entre os fios e o tecido. Além de manter a raiz úmida por muito tempo, o que favorece a caspa, dormir com as madeixas molhadas aumenta – e muito – as chances de quebra e queda de cabelo.

Crédito: Getty Images/iStockphotoDifusores permitem que o ar circule melhor entre os fios, causando menores danos
  • Deixe a pressa de lado

Após retirar a umidade dos fios com a toalha, use o secador de cabelo fazendo movimentos contínuos, em temperatura baixa, a 15 cm de distância da cabeça e na menor velocidade possível.

Quando cerca de 90% do cabelo estiver seco, coloque o secador em uma temperatura mais alta e finalize a secagem. Para terminar, é importante jogar um jato de ar frio nas mechas para selar e reestruturar suas estruturas internas.

  • Lidando com o volume

Se seu cabelo tende a ficar “caído”, uma boa maneira de ganhar volume é inclinando a cabeça para baixo na hora de usar o secador, o que aumenta a angulação dos fios em relação à raiz.

Para cabelos cacheados ou crespos, a melhor opção são os difusores, que secam lentamente os fios, definem mais os cachos, reduzem o frizz e ainda favorecem o volume.

  • Madeixas mais brilhantes

Por mais bobo que pareça, o brilho do seu cabelo está associado à direção em que seus fios são colocados.

Para garantir mais brilho, corte as madeixas com regularidade e aposte em bocais de secador mais estreitos. Costume separar o cabelo em mechas antes de usar a ferramenta, inclinando-a sempre para baixo, o que alinha os fios e os deixam menos embaraçados.

  • Chapinha e cabelo molhado não combinam

Nunca use chapinhas ou cacheadores quando seu cabelo não estiver completamente seco. Conforme a temperatura da água aumenta, ela se expande em forma de vapor, fazendo com que os fios inchem e “explodam”.

Os resultados são danos irreparáveis, que só serão corrigidos quando as madeixas crescerem e forem cortadas.

  • Lisos versus cacheados

Apesar do que se pensa, cachos são muito mais simples de secar do que fios lisos, como prova a ciência. Por isso, é essencial que pessoas de cabelo liso fiquem atentas quanto aos cuidados na hora da secagem. Para quem vive com cachinhos, o difusor deve ser um melhor amigo.

  • Seu cabelo gosta mesmo do frio

Por fim, Tim Moore afirma que o clima ideal para manter o cabelo saudável seria o de um dia seco, frio, ensolarado e com temperatura a zero graus.

Segundo o pesquisador, mais do que se preocupar com o Sol ou a chuva, é preciso estar atento à umidade do ar, que influencia muito na aparência das madeixas. A melhor opção é apostar em sprays de proteção térmica, para controlar a umidade.

“É por isso que seus melhores dias de cabelo acontecem no inverno, não no verão”, concluiu o cientista.


  • Leia mais:

Compartilhe:

Publicidade
Publicidade

Você sabe o que é feminicídio?

O restaurante de comida havaiana do ex-masterchef Ravi

Conheça o lavandário de Cunha

ASMR: O fenômeno do "orgasmo mental"

Publicidade