Ex-concorrente à Miss Itália, Gessica Notaro foi atacada com ácido pelo seu ex-namorado, Jorge Edson Tavares, que passou a persegui-la após o término do relacionamento. A modelo, que passou por duas cirurgias de reconstrução de tecidos faciais, mostrou seu rosto pela primeira vez desde o crime.

Créditos: Reprodução/Facebook/Gessica Notaro

A Miss conheceu seu ex em um aquário de golfinhos

Ela foi convidada do programa italiano apresentado por Maurizio Costanzo. Inicialmente, Gessica apareceu com o rosto coberto por um lenço, mas logo o retirou e disse: "Eu quero que vocês vejam o que ele fez comigo. Isso não é amor".

Internada por dois meses no hospital, a Miss ainda não se recuperou totalmente do trauma. "Eu cumpri meus dois meses de prisão. Eu não posso viver como antes. Eu não posso aparecer no sol, estou constantemente enjaulada nessa máscara e meu rosto dói o tempo todo", explicou ao Daily Mail.

Créditos: Reprodução/Canale 5

Ela foi convidada a dar entrevista à um programa italiano

Gessica agora aguardará um ano para fazer uma cirurgia plástica e, enquanto isso, gasta por volta de R$ 2,5 mil por mês com medicamentos. Edson Tavares, que nega o ataque, está preso esperando o julgamento.

Apesar de todos os ferimentos físicos e psicológicos, a modelo se manteve corajosa e segue seu sonho de ser cantora. "Meu rosto está arruinado, mas minhas características faciais ainda estão aqui. Minha boca está intacta. Assim como meu nariz. Eu ainda me reconheço no espelho. Este olho devia ter ficado sem visão, mas não está", disse. "E a coisa mais importante é que eu descobri que minha voz ainda está aqui. Eu quase a perdi quando o ácido parou dentro da minha boca, mas eu estava alerta o suficiente para cuspi-lo", desabafa.