Reprodução

Créditos: Reprodução

Farofa com azeitona e ovo, arroz com amêndoas e batata com alecrim também entram na lista de acompanhamentos.

Durante o século XVI, ele era conhecido como galinha da índia. Mas antes disso, o peru já tinha destaque nas datas festivas. Além da carne humana - considerada uma oferenda ao Deus Sol, os astecas também se alimentavam da ave, facilmente encontrada no mercado local. Após sua chegada à Europa, popularizou-se como principal prato da ceia de Natal.

Recheado com cebola, alho poró, pimenta, e muitos outros ingredientes, o peru abre espaço para a criatividade na hora da preparação. Contudo, é preciso se atentar a alguns detalhes para que sua carne não fique dura e que a famosa "casquinha" fique crocante e não ressecada.

No intuito de ajudar iniciantes e iniciados em culinária, a jornalista Cíntia Costa publicou nove passos para preparar o peru perfeito. As dicas foram reunidas no Blog da Consul e entre elas estão sugestões de como selecionar os componentes do recheio, qual molho combina com a carne, como apresentar um belo banquete e quais acompanhamentos enriquecem ainda mais a ceia.

Além dos toques, Costa sugeriu um vídeo com o chef Jamie Oliver no qual ele ensina como cortar o peru com mais facilidade, entre outros macetes.

“Natal Iluminado 2012” no Parque do Ibirapuera