Calendário Bolsa Família julho 2024: veja quando irá receber

Em julho, o cronograma do Bolsa Família segue uma sequência especifica; confira detalhes do pagamento todas as informações que você precisa

O mês de julho traz consigo mais um ciclo de pagamentos do Bolsa Família, programa essencial para milhões de famílias brasileiras. Abaixo, apresentamos as datas de pagamento para julho de 2024 atualizadas além de informações e novidades cruciais sobre o programa.

Bolsa Família: Calendário atualizado de julho e novidades
Créditos: Divulgação/MDAS
Bolsa Família: Calendário atualizado de julho e novidades

Neste mês, o cronograma de pagamento do Bolsa Família segue uma sequência organizada. Confira:

Calendário de pagamentos de julho do Bolsa Família

Os pagamentos do Bolsa Família seguem um calendário baseado no último dígito do Número de Identificação Social (NIS). Confira as datas para o mês de julho:

  • NIS final 1: Pagamento no dia 18 de julho;
  • NIS final 2: Pagamento no dia 19 de julho;
  • NIS final 3: Pagamento no dia 22 de julho;
  • NIS final 4: Pagamento no dia 23 de julho;
  • NIS final 5: Pagamento no dia 24 de julho;
  • NIS final 6: Pagamento no dia 25 de julho;
  • NIS final 7: Pagamento no dia 26 de julho;
  • NIS final 8: Pagamento no dia 29 de julho;
  • NIS final 9: Pagamento no dia 30 de julho;
  • NIS final 0: Pagamento no dia 31 de julho.

Calendário anual do Bolsa Família 

Calendário do Bolsa Família 2024
Créditos: Agência Brasil
Calendário do Bolsa Família 2024

Antecipação do Bolsa Família no Rio Grande do Sul

O Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS) anunciou a antecipação do pagamento do Bolsa Família para beneficiar os afetados pelos temporais que assolaram o Rio Grande do Sul. A medida visa oferecer um suporte financeiro imediato às famílias em situação de emergência, agilizando e simplificando o acesso ao benefício.

Com a decisão, os beneficiários do Bolsa Família afetados pelos temporais poderão receber o auxílio antes das datas programadas no calendário oficial. Todos os beneficiários poderão acessar o pagamento a partir do dia 17 de maio, independentemente do último dígito do Número de Identificação Social (NIS).

Não será necessário apresentar cartão ou documentos adicionais para acessar o benefício. Uma Declaração Especial de Pagamento emitida pela prefeitura local será suficiente. Essa medida garante que os recursos estejam disponíveis para todos ao mesmo tempo, simplificando o acesso ao Bolsa Família, especialmente para aqueles que necessitam de apoio imediato.

Pagamentos e benefícios adicionais do Bolsa Família

O Governo Federal divulgou o calendário de pagamentos do Bolsa Família para o mês de julho, atendendo mais de 20 milhões de famílias em todo o país. O programa mantém o valor mínimo de R$ 600, mas diversos bônus adicionais podem aumentar significativamente esse montante.

  • Benefício de Renda de Cidadania: Adiciona R$ 142 por membro da unidade familiar.
    Benefício Complementar: Complementa o pagamento de famílias cuja soma dos benefícios não atinja o valor de R$ 600.
  • Benefício Primeira Infância: Libera R$ 150 mensais para cada criança de zero a sete anos.
    Benefício Variável Familiar: Paga uma parcela extra mensal de R$ 50 para gestantes e jovens de 7 a 18 anos.
  • Benefício Variável Familiar Nutriz: Paga um extra de R$ 50 para cada integrante com até sete meses de idade.
  • Benefício Extraordinário de Transição: Disponível até maio de 2025, garante que nenhum beneficiário receba quantidade inferior à concedida no Auxílio Brasil.
  • Vale Gás: O programa social, destinado a auxiliar financeiramente as famílias de baixa renda, concederá um pagamento adicional de R$ 102 para compra de gás. O valor é a média nacional do preço de um botijão.

Como consultar o Bolsa Família pelo celular?

Para realizar a consulta do Bolsa Família pelo celular, os beneficiários podem contar com a comodidade do aplicativo oficial do programa. Este aplicativo está disponível para download neste link, tornando a experiência de acesso rápida e descomplicada.

O primeiro passo para acessar as informações é informar o CPF do responsável familiar e a senha cadastrada. O aplicativo oferece duas opções de login: utilizando a senha do próprio Bolsa Família ou a senha do Caixa Tem. Essa flexibilidade facilita o acesso, garantindo que o beneficiário escolha a opção mais conveniente.

Caso o beneficiário ainda não tenha realizado o cadastro, é possível fazê-lo diretamente pelo aplicativo. Ao clicar na opção “Quero me cadastrar”, será necessário confirmar informações pessoais. Posteriormente, o usuário deverá verificar o e-mail para obter acesso ao aplicativo.

Como consultar o benefício do Bolsa Família pelo CPF?

É possível consultar o Bolsa Família pelo CPF de várias formas pela internet. O beneficiário vai acessar através de sites e aplicativos oficiais do Governo e da Caixa Econômica Federal. Também é possível fazer a consulta nos formatos mais tradicionais, como telefone e visita presencial em uma agência da Caixa.

Como consultar Bolsa Família pelo CPF via App?

Para consultar informações sobre o Bolsa Família pelo CPF no app do programa, siga o passo a passo abaixo: 

  • Baixe o app do Bolsa Família na lojinha do seu celular Android ou IOS
  • Escolha como quer fazer o login com seu CPF: usando a senha do App CAIXA Tem ou a senha dos aplicativos Bolsa Família, FGTS ou Caixa Trabalhador
  • Se ainda não tiver nenhum desses cadastros, será necessário clicar na opção “Quero entrar com minha senha do App” ou “Quero me cadastrar”
  • Siga os passos sugeridos no aplicativo
  • Depois do login , você vai conseguir todas as informações sobre o pagamento do Bolsa Família 

Informações disponíveis no aplicativo

Bolsa Família 2024: Veja valores e todas as datas de pagamento
Créditos: Agência Brasil/José Cruz
Bolsa Família 2024: Veja valores e todas as datas de pagamento

Após realizar o login, o responsável familiar terá acesso a diversas informações relevantes sobre o benefício, proporcionando maior controle e transparência. Entre as informações disponíveis estão:

  • Calendário de Pagamento: Visualize as datas exatas em que os pagamentos serão realizados, de acordo com o Número de Identificação Social (NIS) de cada família.
  • Valor Depositado: Consulte o valor que será depositado em sua conta, permitindo um planejamento financeiro mais eficiente.
  • Possíveis Benefícios Extras: Fique por dentro de eventuais benefícios extras disponíveis para as famílias, garantindo que nenhum recurso seja deixado de lado.

A praticidade oferecida pelo aplicativo do Bolsa Família permite que os beneficiários tenham controle total sobre o seu benefício, eliminando burocracias desnecessárias.

Calendário PIS / Pasep 2024: veja quando receberá o abono salarial

Como consultar Bolsa Família pelo app do CadÚnico?

Para ver os dados e informações do Bolsa Família pelo aplicativo do CadÚnico, siga os passos abaixo:

  • Entre com seu CPF e senha 
  • Se ainda não tiver, será necessário criar. É possível usar o mesmo login do site do Governo Federal
  • Na tela principal, você verá várias opções, como por exemplo “consulta simples”, “consulta por CPF” e “Meus benefícios”.
  • Clique na última opção
  • Busque pelas informações do benefício Bolsa Família

Como saber qual é o meu número do NIS Bolsa Família?

Para consultar NIS você precisa:

  • Acessar o aplicativo Cadastro Único.
  • Selecionar a opção “Meus Benefícios”
  • Fazer login utilizando seu CPF e senha cadastrados na conta gov.br.
  • Em seguida, clique em “Consulta Simples”
  • Depois em “Responsável Familiar” para obter o número do NIS (Número de identificação social).

Como consultar o Bolsa Família pelo telefone?

Para consultar o Bolsa Família pelo telefone é preciso:

  • Ligar para a Central de Atendimento CAIXA Econômica Federal no número 111
  • Ou ligue para o Ministério da Cidadania no número 121
  • Ao ligar, algumas informações cadastrais serão solicitadas, para que os atendentes consigam consultar Bolsa Família por CPF 

Quais os documentos necessários para o cadastro do Bolsa Família?

Para ter acesso ao Bolsa Família e demais programas sociais do governo, o cidadão precisa estar inscrito no Cadastro Único (CadÚnico) e para se cadastrar é necessário apresentar uma série de documentos. O processo ainda conta com outras etapas; confira abaixo tudo que é preciso fazer para estar com seu CadÚnico ativo.

O cadastro no CadÚnico pode ser realizado de forma online. Porém, para se cadastrar no Bolsa Família é necessário atendimento presencial.

Para cadastrar no Bolsa Família, basta comparecer ao CRAS mais próximo com os documentos necessários.

O titular da família deve comparecer com seu CPF ou título de eleitor. Para a documentação dos demais membros da família, é necessário apresentar apenas um dos documentos:

  • CPF;
  • Carteira de identidade;
  • Carteira de trabalho;
  • Título de eleitor;
  • Certidão de nascimento;
  • Certidão de casamento.

O titular da família passará por uma entrevista com um assistente social, para que suas informações possam ser registradas e depois disso o Número de Identificação Social (NIS) é gerado para cada membro da família.

O Cadastro Único é a porta de entrada para receber benefícios sociais como o Bolsa Família, porém não garante que a pessoa seja aprovada no programa. Para ser aprovado no Bolsa Família, o cidadão precisa preencher os requisito estipulados pelo programa.

O que é preciso para ser aprovado no Bolsa Família?

  • Possuir renda familiar máxima por pessoa de R$ 353,00;
  • Não receber nenhum benefício previdenciário que ultrapasse a renda máxima instituída;
  • Estar inscrito e com os dados atualizados no Cadastro Único (CadÚnico);
  • O responsável familiar deve ter mais de 16 anos de idade;
  • Não ter CNPJ aberto vinculado ao titular.
  • As crianças devem estar matriculadas na escola;
  • As crianças devem ter a carteira de vacinação em dia;
  • Grávidas devem realizar o acompanhamento do pré-natal.

Como saber se fui aprovado no Bolsa Família?

Após a inscrição, muitas famílias têm dúvidas sobre a aprovação e o início dos pagamentos mensais. Para verificar se foram incluídas no programa e ter acesso aos benefícios, existem diversas formas de consulta:

  • Aplicativo do Bolsa Família: Disponível para download em dispositivos móveis, o aplicativo permite verificar a situação do benefício de forma rápida e prática.
  • Aplicativo e site do CadÚnico: A consulta também pode ser realizada por meio do aplicativo ou do site do Cadastro Único
  • Portal Cidadão da Caixa: O portal disponibiliza informações sobre programas sociais, incluindo o Bolsa Família. 
  • Aplicativo Caixa Tem: Além de ser utilizado para movimentação de benefícios, o Caixa Tem também permite consultar informações sobre o Bolsa Família.
  • Telefone 121 do MDS: Por meio deste número, é possível obter informações e esclarecer dúvidas diretamente com o Ministério do Desenvolvimento Social (MDS).
  • Central da Caixa no número 111: A Caixa Econômica Federal disponibiliza uma central de atendimento para auxiliar os beneficiários do Bolsa Família. 

Como atualizar o Cadastro Único

Para garantir o recebimento dos pagamentos e possíveis benefícios adicionais, é essencial que as famílias mantenham o Cadastro Único (CadÚnico) atualizado. O responsável familiar deve procurar os detalhes dos benefícios disponíveis para verificar em quais categorias sua família se enquadra e, assim, maximizar os valores recebidos.

A atualização cadastralúpode ser realizada de forma simples pelo aplicativo do Cadastro Único. Siga os passos abaixo:

  • Faça o login no aplicativo do Cadastro Único utilizando sua conta gov.br.
  • Acesse a opção “Atualização Cadastral por Confirmação”.
  • Confira se o endereço cadastrado está correto.
  • Verifique os dados de cada membro da família e confirme se estão corretos.
  • Se os dados estiverem atualizados, finalize o procedimento.

Quais são os benefícios do Cadastro Único?

O Cadastro Único, popularmente chamado de CadÚnico é um instrumento do Ministério da Cidadania criado para identificar e caracterizar as famílias brasileiras de baixa renda. É com ele que essa população garante a participação em mais de 30 programas e serviços disponibilizados pelo governo brasileiro.

Como há benefícios dos governos estaduais e municipais que são ofertados para quem tem cadastro único,  não seria viável elencar todos s benefícios disponíveis nos mais de 5 mil municípios do país. Portanto, confira abaixo alguns programas e serviços disponibilizados por meio do Cadastro Único pelo governo federal:

  • Programa Bolsa Família
  •  Benefício de Prestação Continuada (BPC)
  • Isenção de taxas em concursos federais
  •  Isenção de taxas em concursos públicos distritais
  • Telefone Popular
  • Fomento às atividades produtivas rurais
  • Tarifa social de energia elétrica – Programa Luz Fraterna
  • Tarifa social de água
  • Programas habitacionais
  • Carteira da pessoa idosa
  • Carta social
  • Programa Leite das Crianças

Para conferir os benefícios extras que o município onde você mora pode ofertar, confira os canais de comunicação da prefeitura da sua cidade. 

Como sacar o Bolsa Família?

Os beneficiários do Bolsa Família têm à disposição diversas modalidades de saque para retirar seus benefícios:

Saque no Guichê de Atendimento: Esta opção é válida para beneficiários que não possuem o cartão do programa ou do banco. Para realizar o saque, é necessário dirigir-se à agência bancária mais próxima, portando um documento de identidade oficial com foto, durante o horário de funcionamento, geralmente das 10h às 15h.

Ao chegar à agência, o beneficiário será orientado sobre os procedimentos a serem seguidos, como retirada de senhas e local de atendimento. Após aguardar sua vez, o beneficiário deverá informar o desejo de sacar o Bolsa Família e estar preparado para comprovar a titularidade do benefício mediante a documentação exigida.

Os saques do Bolsa Família representam uma importante fonte de sustento para milhões de famílias em todo o Brasil, proporcionando alívio financeiro e contribuindo para a redução da pobreza e da desigualdade social.

Como descobrir se o Bolsa Família foi bloqueado?

O bloqueio do benefício geralmente ocorre devido à desatualização do Cadastro Único. O Ministério da Cidadania tem enviado notificações aos beneficiários via SMS sobre o bloqueio, mas é importante verificar outras formas de confirmação:

Acesse o aplicativo do Bolsa Família e verifique se há algum aviso sobre o status do seu cadastro. Um banner vermelho indica que o cadastro está desatualizado, amarelo indica que está prestes a ficar desatualizado e verde indica que está ok.
Utilize a Central de Atendimento 0800 707 2003 para obter informações sobre o benefício e verificar se há algum bloqueio pendente.

O que é preciso fazer para continuar recebendo o Bolsa Família?

As famílias terão que cumprir alguns compromissos nas áreas de saúde e de educação, os chamados de “condicionalidades”.

– Exigência de frequência escolar para crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos das famílias que recebem o benefício

– Acompanhamento pré-natal para gestantes

– Acompanhamento nutricional (peso e altura) das crianças até 6 anos

– Manutenção do caderno de vacinação totalmente atualizado

A partir de julho deste ano, se a renda da família aumentar para além do limite de entrada do programa e até o limite de meio salário-mínimo, o benefício não vai ser imediatamente cortado. A família pode continuar por até dois anos no programa, recebendo 50% do valor do benefício.