Youtuber de 19 anos morre depois de passar seis dias em coma

Influenciador sofreu lesão cerebral, mas detalhes sobre a morte não foram divulgados

Por: Redação
Ouça este conteúdo

O youtuber Landon Clifford, de 19 anos, que comandava com a mulher o canal Cam&Fam, morreu com uma lesão cerebral, depois de passar seis dias em coma. A notícia foi publicada pela companheira dele, Camryn Clifford, em sua rede social.

O casal ficou conhecido por produzir conteúdo sobre a rotina da jovem família, que contava com duas filhas pequenas. A página deles no Youtube reunia mais de 1,2 milhão de inscritos.

youtuber morre aos 19 anos
Crédito: Reprodução/YouTubeO youtuber Landon Clifford morreu aos 19 anos

Sem dar muitos detalhes sobre a morte de Landon, Camryn lamentou o ocorrido no Instagram. “Dia 13 de agosto de 2020 foi o último dia de Landon como o melhor pai e marido que ele poderia ser. Após passar os últimos 6 dias em coma, ele faleceu e doou vários órgãos às pessoas em necessidade em todo o país”, escreveu.

“Ele morreu salvando as vidas dos outros. Esse era o tipo de pessoa que ele era. Com compaixão, amável, bom e gentil. Ele era um marido incrível e o melhor pai que essas garotas poderia pedir”.

Doação de órgãos

Muitas vezes, o transplante de órgãos pode ser única esperança de vida ou a oportunidade de um recomeço para pessoas que precisam de doação.

Se você deseja ser doador de órgãos, é necessário seguir alguns passos. O primeiro deles é conversar com sua família sobre sua decisão e deixar claro que eles devem autorizar a doação. Aqui no Brasil, ela só é feita após autorização dos familiares.

Caso a autorização do doador esteja devidamente registrada, também há chances de ser aceita, caso haja decisão judicial.

Existem dois tipos de doador:

Doador vivo: pode ser qualquer pessoa que concorde com a doação, desde que não prejudique a sua própria saúde. O doador vivo pode doar um dos rins, parte do fígado, parte da medula óssea ou parte do pulmão. Pela lei, parentes até o quarto grau e cônjuges podem ser doadores. Não parentes, só com autorização judicial.

Doador falecido: são pacientes com morte encefálica, geralmente vítimas de catástrofes cerebrais, como traumatismo craniano ou AVC (derrame cerebral).

Os órgãos doados vão para pacientes que necessitam de um transplante e estão aguardando em lista única, definida pela Central de Transplantes da Secretaria de Saúde de cada estado e controlada pelo Sistema Nacional de Transplantes (SNT).

Saiba mais sobre cada tipo de órgão e tecido que pode ser aproveitado neste link.

Compartilhe: