6 dores físicas que podem estar ligadas ao emocional

As emoções e o corpo têm uma ligação mais estreita do que se imagina

Por: Redação Comunicar erro
mulher chorando
Crédito: master1305/istockAlgumas dores físicas são propensas a agravar-se por fatores mentais, como estresse e ansiedade

Algumas formas de desconforto físico se relacionam principalmente com nosso bem-estar e estado emocional. Estudos recentes mostram que certos tipos de estresse psicológico podem desencadear um processo inflamatório temporário ou mais longo para regular a inflamação, o que acaba provocando a dor crônica.

Naomi Eisenberger, Ph.D. em Psicologia da Universidade da Califórnia, em Los Angeles, descobriu que os circuitos neurais para a dor física e emocional se sobrepõem. Em sua pesquisa, ela demonstrou essa sobreposição de uma variedade de metodologias convergentes – comportamento, genética e neuroimagem.

O estudo de Eisenberger, publicado na revista Science, avaliou a reação de voluntários à rejeição e observou que a resposta foi semelhante à da dor tradicional.

Quanto mais o voluntário se sentia rejeitado, mais a área cerebral chamada córtex cingulado anterior dorsal (dACC) se ativava. A região é conhecida como parte da rede da dor no cérebro e é a mesma estimulada quando nos incomodamos com um ferimento.

Sentimentos como tristeza, estresse, tensão, medo e insegurança também podem se manifestar no corpo. Confira abaixo os tipos de dor física que podem ter origem emocional:

1. Dor nas costas

A falta de apoio emocional adequado muitas vezes está por trás da dor na parte superior das costas e, às vezes, esse desconforto é causado por sentimentos de rejeição.

2. Dor de cabeça

Quando não estão relacionadas a alguma doença, as freqüentes dores de cabeça podem ser um sinal de que você está sobrecarregado. Uma dos melhores remédios, nesse caso, é relaxar.

3. Dor no Pescoço

Pesquisas sugerem que a dor crônica no pescoço às vezes é desencadeada por dificuldades em perdoar alguém (ou a si mesmo) por algo no passado.

4. Dor no ombro

A dor no ombro, muitas vezes, vem de carregar uma carga emocional pesada, ter muita cobrança ou responsabilidade excessiva.

5. Dor de estômago

É comum pessoas sentirem dores no estômago mesmo sem apresentar nenhuma alteração inflamatória gástrica. O estresse, o nervosismo e outras questões emocionais estão fortemente ligadas a esse tipo de dor, que tende a passar quando o emocional se equilibra.

mulher com as mãos na altura do estômago
Crédito: Carlo107/istockDor no estômago pode ser provocada por nervosismo

6. Dor de garganta

Dor nesse órgão da fala pode indicar que estamos engasgados com determinadas situações e com dificuldades de expressar isso. Nesses casos, podem aparecer inflamações e rouquidão.

Compartilhe:

1 / 8
1
02:37
Saiba quais são os sintomas do Transtorno bipolar
O transtorno bipolar vai além das variações de humores. Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, psiquiatra e professor da Unifesp, …
2
01:40
O que é a Fibromialgia e quais os sintomas?
Você já sentiu dores intensas em algumas partes do corpo? Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, fala …
3
04:15
Quais são os sintomas que indicam diabetes?
Você sente uma fome excessiva, mas não consegue identificar o por quê? Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e …
4
04:43
Quais são os sintomas da Esquizofrenia?
A esquizofrenia é um dos tipos da psicose, que é um sintoma que descreve condições que afetam a mente. Hoje, o …
5
03:10
Como os fatores sociais impactam a expectativa de vida
Saneamento básico e desemprego são alguns dos fatores que podem impactar diretamente com a nossa longevidade. Hoje, a Dra. Aline de …
6
01:28
Psicose: saiba como identificar
Pensamentos vagos e incoerentes? Como identificar um surto psicótico? Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, fala sobre os sintomas da …
7
02:11
Saiba como identificar os sintomas da diverticulite
A diverticulite tem se tornado uma doença comum, principalmente para pessoas acima dos 60 anos. Hoje, o Dr. Raul Cutait, médico …
8
03:59
Quais sintomas o álcool pode trazer?
O álcool é usado mundialmente, desde a antiguidade. Mas como saber se o seu uso, está nos afetando? Hoje, o Dr. …