Além de Whindersson Nunes e Felipe Neto, Anitta fala em depressão

Cantora revelou que faz uso de antidepressivo

Por: Redação Comunicar erro

Está repercutindo nas redes sociais o pedido de ajuda de Whindersson Nunes revelando sinais de depressão, ao dizer que já não tem “tanta vontade de viver”.

Felipe Neto também divulgou que sofre dessa doença – e até fez um vídeo para explicar como a depressão modifica sua vida. Anitta também teve o mesmo problema.

Ela creditou a competitividade para alcançar o estrelato como um fator preponderante para o desencadeamento do problema, e disse fazer uso de um antidepressivo.

Sobre seu primeiro contato com a depressão, a famosa contou que teve “bem no início, com 18 anos, e sempre achava que tinha um motivo: porque falavam mal… Até que veio o ‘Vai Malandra’, que deu muito certo e eu não estava feliz, aí acendeu a minha luzinha. Era difícil sair de casa, levantar da cama, não conseguia atender os fãs no camarim”, desabafou.

“Consegui tomar um remédio [antidepressivo] que não dá nenhum efeito e tá funcionando para mim”, declarou a artista, que também resolveu dar uma desacelerada na agenda profissional, a fim de se cuidar melhor e evitar uma recaída. “Não é porque você está bem agora, que você tem que esquecer de olhar para você. Eu amo trabalhar, trabalhei muito essa semana, fiquei cansada. E pensei: cara, vou cancelar, porque preciso ter um momentinho para mim”.

Em relação ao que levou-a à depressão, a cantora foi sincera: “O estímulo da competitividade nos faz entrar em uma pressão muito grande na nossa cabeça. Quando a gente vê, já tá lá”.

Por fim, a funkeira revelou problemas de autoestima com a aparência. “Eu nunca estava feliz com meu corpo. A celulite estava lá, ficava lutando contra elas, que não saíam do meu corpo nunca. Mas hoje tenho várias outras coisas que compensam e tá maravilhoso”, concluiu.

A primeira vez que Anitta falou abertamente sobre a luta contra depressão foi durante coletiva de imprensa para o lançamento de uma série documental da Netflix que estreou no dia 16 de novembro.

View this post on Instagram

Work Work Work

A post shared by anitta ? (@anitta) on

10 coisas que as pessoas com depressão querem que você saiba

Viver com depressão é como estar em um mundo sem cores, em um quarto escuro e abafado, em uma manhã cinzenta de domingo, em um lugar isolado. A depressão é uma doença muito mais comum e séria do que a maioria das pessoas imagina, é muito mais do que uma simples tristeza ou melancolia. Ela afeta negativamente como nos sentimos, pensamos e agimos.

A depressão pode levar a uma variedade de problemas emocionais e físicos e pode diminuir a capacidade de uma pessoa funcionar no trabalho e em casa.

Confira os detalhes do assunto no link abaixo:

Compartilhe:

1 / 8
1
02:37
Saiba quais são os sintomas do Transtorno bipolar
O transtorno bipolar vai além das variações de humores. Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, psiquiatra e professor da Unifesp, …
2
01:40
O que é a Fibromialgia e quais os sintomas?
Você já sentiu dores intensas em algumas partes do corpo? Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, fala …
3
04:15
Quais são os sintomas que indicam diabetes?
Você sente uma fome excessiva, mas não consegue identificar o por quê? Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e …
4
04:43
Quais são os sintomas da Esquizofrenia?
A esquizofrenia é um dos tipos da psicose, que é um sintoma que descreve condições que afetam a mente. Hoje, o …
5
03:10
Como os fatores sociais impactam a expectativa de vida
Saneamento básico e desemprego são alguns dos fatores que podem impactar diretamente com a nossa longevidade. Hoje, a Dra. Aline de …
6
01:28
Psicose: saiba como identificar
Pensamentos vagos e incoerentes? Como identificar um surto psicótico? Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, fala sobre os sintomas da …
7
02:11
Saiba como identificar os sintomas da diverticulite
A diverticulite tem se tornado uma doença comum, principalmente para pessoas acima dos 60 anos. Hoje, o Dr. Raul Cutait, médico …
8
03:59
Quais sintomas o álcool pode trazer?
O álcool é usado mundialmente, desde a antiguidade. Mas como saber se o seu uso, está nos afetando? Hoje, o Dr. …