Ana furtado comemora fim de tratamento contra o câncer: “Eu venci”

Apresentadora dividiu sua felicidade com o público no Instagram

Por: Redação | Comunicar erro
Crédito: reprodução/TVGloboTumor havia sido descoberto no ano passado

A apresentadora Ana Furtado publicou no seu Instagram uma mensagem comemorando o fim do tratamento contra um câncer de mama.

“Hoje encerro o ciclo do meu tratamento. É dia de retirar o Port Cath (catéter), que foi o meu companheiro durante todo esse tempo. Através dele eu recebi os meus medicamentos para a minha cura. Foi o meu amigo do peito. Então, hoje é dia de festa”, escreveu.

A apresentadora estava em tratamento há um ano e chegou a fazer cirurgia para retirada do tumor, além de quimioterapia e radioterapia. A artista descobriu a doença em maio do ano passado durante um autoexame. O tumor ainda estava em estágio inicial.

Na época, ela ressaltou a importância desse tipo de exame preventivo. “O primeiro passo para perceber alterações nas mamas. Caso ache algo estranho, procure um mastologista, como eu fiz. O autoexame não é um método diagnóstico e não substitui a visita ao mastologista, mas pode ser o primeiro sinal de alerta.”

Câncer de mama

O câncer de mama é o mais comum entre as mulheres em todo o mundo, depois do de pele não melanoma, sendo responsável por 28% dos casos novos a cada ano.

Sinais como nódulos nas mamas e/ou axilas e pescoço, assimetria das mamas com alterações de pele, como vermelhidão, edema que faz lembrar casca de laranja e retração e drenagem de secreção pelos mamilos são os principais indícios do câncer de mama.

A doença tem muitas chances de cura, quando detectada em fases iniciais. Conhecer o próprio corpo é uma forma de saber o que é e o que não é normal em suas mamas. A maior parte dos cânceres desse tipo é descoberta pelas próprias mulheres através do autoexame.

Todas as mulheres podem e devem fazer o autoexame, mas tal prática não exclui a obrigatoriedade dos exames de imagem como mamografia e ultrassonografia das mamas, que são indispensáveis a partir dos 40 aos.

Homens também são vítimas

O câncer de mama em homens representa apenas 1% dos casos da doença, sendo considerado raro, quando comparado à incidência em mulheres. E, por ser pouco comum, costuma ter diagnóstico tardio pelo desconhecimento da possibilidade da doença em pacientes masculinos e a consequente falta de atenção aos sintomas.

“O sinal mais comum do câncer de mama no homem é o mesmo que na mulher: um nódulo endurecido na região mamária ou na axila que pode ou não atingir a pele e provocar uma ferida”, comenta a oncologista Vera Lúcia Teixeira, da Oncoclínica Centro de Tratamento Oncológico.

1 / 8
1
02:47
Lendas sobre a saúde infantil
A Dra. Ana Escobar, pediatra e embaixadora do Horas da vida, fala sobre as lendas que os pais acreditam sobre …
2
02:37
A primeira vez no ginecologista
A Dra. Marianne Pinotti, ginecologista e obstetra fala sobre a primeira consulta no ginecologista. Tem um momento exato para a primeira …
3
03:53
Decisão da Anvisa deve liberar a maconha medicinal no país
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou duas propostas que podem liberar a maconha para fins medicinais e científicos …
4
02:51
O que é o projeto Cuide-se
Em parceria com a ONG Horas da Vida, o Catraca Livre produz vídeos com especialistas para dar dicas de saúde. No …
5
02:18
Vacina contra a gripe é liberada para toda a população
O Ministério da Saúde estendeu a campanha de vacinação contra a gripe para toda a população enquanto durarem estoques dos …
6
05:00
Quais os sintomas que a maconha pode trazer?
Dr. Jair de Jesus Mari, professor titular de psiquiatria da UNIFESP , fala sobre os sintomas que o uso de …
7
03:19
Natureza contra a depressão
A depressão é uma das doenças mais comuns do mundo moderno em grandes cidades e a falta de contato com …
8
02:42
Reconheça facilmente os níveis da depressão
Dr. Jair de Jesus Mari, professor titular de psiquiatria da UNIFESP , fala sobre os principais sinais da ansiedade. Esse vídeo …