Últimas notícias:

Loading...
EM ALTA

Cachorro é diagnosticado com coronavírus em Belo Horizonte

Família tutora do cão estava com a covid-19, quando o animal foi detectado com o vírus

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Um cachorro da raça boxer foi diagnosticado com coronavírus em Belo Horizonte. A descoberta foi feita por cientistas da Universidade Federal de Minas Gerais, que desenvolvem uma pesquisa financiada pelo CNPq e pelo  Ministério da Saúde sobre o comportamento do vírus em animais.

O cão que testou positivo vive com uma família que estava contaminada com a covid-19. O animal não apresentou sintomas.

De acordo com o professor que coordena pesquisa, David Soeiro, do Laboratório de Epidemiologia e Controle de Doenças Infecciosas e Parasitárias do Instituto de Ciências Biológicas da UFMG, os resultados do estudo reforçam a ideia de que os animais podem ser contaminados no convívio com os humanos, e não o inverso.

Para pessoas contaminadas com a covid-19, o professor recomenda evitar dormir com os animais para não transmitir o vírus para eles.

cachorro diagnosticado com coronavírus
Crédito: Renata Angerami/istockCachorro é diagnosticado com coronavírus em BH (foto ilustrativa)

Este é o primeiro caso de animal de estimação diagnosticado com o coronavírus em Belo Horizonte, mas não é o único no Brasil.  Desde o início da pandemia, já foram confirmados 11 testes positivos de covid-19 já em animais. Além do cachorro em Belo Horizonte, foram infectados um gato em Cuiabá; quatro cães e um gato em Curitiba; dois gatos no Recife e um cão e um gato em Campo Grande.

Todos os casos foram notificados aos órgãos oficiais, como o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento e a Organização Mundial de Saúde Animal.

Além de Belo Horizonte, outras cinco capitais integram a rede de estudo sobre as relações de transmissão do vírus entre pessoas e animais. São elas: Campo Grande (MS), Curitiba (PR), Recife (PE), São Paulo (SP) e Cuiabá (MT).

Compartilhe: