CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

Cansaço, queda de cabelo e outros sinais da falta de ferro

A vontade de comer substâncias não alimentares, como terra, também pode aparecer em pessoas com deficiência desse mineral

Por: Redação

O ferro é um mineral que desempenha um papel fundamental na saúde. Sem ele, muitas funções corporais apresentariam mau funcionamento, já que é sua responsabilidade atuar na fabricação das células vermelhas do sangue e transportar oxigênio para todas as células do corpo.

Entre as consequência mais sérias da carência desse nutriente, está a anemia ferropriva. Ela pode ocorrer tanto por causa de uma alimentação pobre desse mineral, quanto pela má absorção dele pela mucosa intestinal ou ainda em decorrência da perda sanguínea, como em casos de hemorragia.

ilustração 3D mostra hemoglobina
Crédito: Design Cells/istockFerro é um mineral de fundamental importância para as funções do organismo

Sinais da falta de ferro

Exames laboratoriais de sangue apontam quando as reservas de ferro estão baixas, mas o corpo envia gradualmente alguns sinais que podem indicar o problema. Fadiga, fraqueza e palidez são os mais comuns. Entenda abaixo:

Fadiga – A fadiga é um dos sinais mais comuns de deficiência de ferro, porque significa que seu corpo está tendo problemas para transportar o oxigênio para as células, afetando os níveis de energia. Por isso, quando a fadiga não passa após um descanso adequado, é recomendável analisar os níveis de ferro.

Palidez – A hemoglobina confere a cor rosada à pele, então, quando os níveis de ferro estão baixos a pele perde a cor normal. A área dentro da pálpebra inferior também costuma ficar mais clara que o normal, o que também pode ser um sinal de deficiência de ferro.

Alterações na língua – Dor ou inchaço podem ser um sinal de deficiência de ferro, assim como rachaduras no lado da boca.

Vontade de comer terra –  Pessoas com deficiência de ferro podem ter desejos por substâncias não alimentares, como terra, argila ou giz, uma condição conhecida como picafagia.

Queda de cabelo – Isso acontece porque quando os folículos capilares não recebem oxigênio suficiente. Então, eles entram em um estágio de repouso, e o cabelo cai e não volta a crescer até que o estoque de ferro melhore.

Além disso, algumas pessoas com deficiência de ferro, com ou sem anemia, podem se queixar de diminuição do fluxo salivar com boca seca e síndrome das pernas inquietas.

Problema mais comum nas mulheres

As mulheres  fazem parte dos grupos considerados vulneráveis à deficiência de ferro e à consequente anemia. As perdas sanguíneas menstruais constituem o principal fator.

Como aumentar a ingestão de ferro

O ferro pode ser fornecido ao organismo por alimentos de origem animal e vegetal.  Segundo informações do portal do Ministério da Saúde, são melhores fontes de ferro as carnes vermelhas, principalmente fígado de qualquer animal e outras vísceras (miúdos), como rim e coração; carnes de aves e de peixes, mariscos crus.

Entre os vegetais ricos em ferro, estão os folhosos verde-escuros (exceto espinafre), como agrião, couve, cheiro-verde, taioba; as leguminosas (feijões, fava, grão-de-bico, ervilha, lentilha); grãos integrais ou enriquecidos; nozes e castanhas, melado de cana, rapadura, açúcar mascavo.

travessa com feijão
Crédito: 200mm/istockFeijão é um dos alimentos ricos em ferro

Também existem no mercado alimentos enriquecidos com ferro como farinhas de trigo e milho, cereais matinais, entre outros. Em alguns casos, pode ser necessária a suplementação de ferro via oral.

É importante dizer, no entanto, que apenas um médico poderá avaliar e diagnosticar da deficiência de ferro e indicar o tratamento adequado.

Compartilhe:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.