Últimas notícias:

Loading...
EM ALTA

13 chás abortivos que devem ser evitados durante a gravidez

Embora naturais, algumas ervas têm potencial perigoso para a gestante e para o feto

Por: Redação

Muitas pessoas já ouviram falar que o chá de canela é abortivo. De fato, ele é capaz de provocar alterações no útero e facilitar o aborto espontâneo. Por isso é desaconselhado durante a gravidez. Mas não é só ele, a lista de chás abortivos é extensa.

Mesmo com poucos estudos e evidências científicas, já se sabe que algumas infusões com ervas medicinais possuem princípios ativos com alto potencial de afetar o funcionamento do organismo da gestante e o desenvolvimento do feto. Há relatos até de malformações de após o uso.

Por esse motivo não é recomendável começar a consumir plantas medicinais durante a gravidez ou utilizar tratamentos com elas sem antes consultar um médico.

chás abortivos
Crédito: PeopleImages/istockChás abortivos: veja algumas infusões que devem ser evitadas durante a gestação

Lista de chás abortivos que devem ser evitados na gestação

A lista a seguir traz alguns dos chá que devem ser evitados por provocar efeitos indesejados, como contrações, estimular a menstruação e causar palpitações nas gestantes.

É claro que o risco aumenta conforme a quantidade ingerida. Mas em alguns casos, duas xícaras por dia já é um consumo considerado arriscado.

chás abortivos
Crédito: GMVozd/istockAntes de tomar qualquer chá, é importante falar com seu médico

Confira:

Canela -> pode provocar alterações uterinas significativas

Erva-doce -> estimulante da menstruação, pode aumentar a chance de trabalho de parto prematuro e aborto espontâneo

Salvia -> contém tujona e outros componentes que podem causar o aborto

Chá verde -> possui substância que funciona como estimulante químico, por isso pode provocar contrações uterinas e palpitações na gestante

Mate -> pode provocar contrações uterinas e palpitações na gestante

Angélica -> pode causar aborto espontâneo e sangramento

Erva de Santa Maria (mastruz) -> pode ser abortiva e causar vômitos

Arruda -> pode causar sangramento uterino, levando ao aborto

Boldo -> quando consumido em altas doses pode provocar aborto e malformação fetal

Carqueja -> relaxa o útero, podendo provocar aborto

Sene -> pode provocar diarreia e contrações uterinas.

Hortelã -> pode provocar malformação do feto, além de diminuir a produção de leite

Arruda -> também tem potencial de provocar contrações uterinas, sangramentos e um processo abortivo

As ervas citadas acima são apenas algumas das que devem ser evitadas durante a gestação por já terem sido reportadas em alguns estudos. Isso não significa, no entanto, que se o eu chá de preferência não constar nessa relação ele está liberado. Na dúvida, o médico obstetra deve ser sempre consultado. 

Compartilhe: