Descoberta célula que pode ajudar a combater todos os tipos de câncer

Estudo aumenta a esperança de uma terapia universal contra a doença

Por: Redação

Uma equipe de cientistas da Universidade de Cardiff, no País de Gales, encontrou uma célula-T (ou linfócito T) com um novo tipo de “receptor” que identifica e ataca células cancerosas, ao mesmo tempo em que ignora as saudáveis. A descoberta foi divulgada na publicação científica Nature Immunology e pode ser uma arma poderosa contra o câncer.

O trabalho tem sido motivo de grande entusiamo por parte da comunidade científica, pois ele aumentou a esperança de uma terapia universal contra o câncer.

De acordo com Andrew Sewell, um dos responsável pelo estudo, esse tipo de célula imunológica pode ser capaz de destruir muitos tipos diferentes da doença, o que antes ninguém achava que fosse possível.

célula T atacando uma célula cancerígena
Crédito: Meletios Verras/istockNovo tipo de célula-T ataca as células cancerosas, preservando as saudáveis

Segundo a BBC, pesquisadores que não participaram do estudo acreditam que – ainda que em um estágio inicial – o trabalho é bastante promissor, embora ainda distante de se tornar um tratamento real.

Como atua a célula-T

Os pesquisadores descobriram que a célula-T e seu receptor podem rastrear e interagir com uma molécula chamada MR1, presente na superfície de todas as células do corpo humano.

Ao identificar as células cancerosas, a célula-T as destrói. Isso vale para diferentes tipos de câncer: de pulmão, de pele, sangue, cólon, mama,  ossos, próstata, ovário, rim e coluna cervical. Todas essa atuação acontece sem afetar as células normais.