Últimas notícias:

Loading...

Doria anuncia vacina para todos os adultos de SP até fim de outubro

Doria também ampliou vacinação para pessoas acima dos 18 anos com comorbidades a partir da próxima segunda-feira, 7

Por: Redação

O governador João Doria disse que todos os adultos acima dos 18 anos residentes no estado de São Paulo serão vacinados contra a covid-19 até o fim de outubro. O anúncio foi feito durante coletiva de imprensa nesta quarta-feira, 2, no Palácio dos Bandeirantes.

“São Paulo vai concluir toda a vacinação da sua população vacinável até o dia 31 de outubro. Originalmente, a nossa previsão era até 31 de dezembro. Agora nós estamos afirmando que até 31 de outubro todos os brasileiros que residem em São Paulo serão vacinados”, afirmou Doria.

A projeção do Plano Estadual de Imunização é feita com base nas entregas das doses das vacinas sinalizadas pelo Ministério da Saúde.

Mais cedo, o governador tinha adiantado a informação no Twitter:

Confira o cronograma previsto pelo governo paulista:

Julho
1 a 20/7: 55 a 59 anos
21 a 31/7: profissionais da Educação de 18 a 44 anos

Agosto
2 a 16/8: 50 a 54 anos
17 a 31/8: 45 a 49 anos

Setembro
1 a 10/9: 40 a 44 anos
11 a 20/9: 35 a 39 anos
21 a 30/9: 30 a 34 anos

Outubro
1 a 10/10: 25 a 29 anos
11 a 31/10: 18 a 24 anos

Durante a coletiva, Doria também anunciou a ampliação da vacinação para pessoas com comorbidades e com deficiência permanente de 18 a 29 anos. Esse grupo começa a receber a vacina na próxima segunda-feira, 7 de junho.

“Iniciaremos a partir de segunda-feira a vacinação da última faixa etária das pessoas com comorbidades e portadores de deficiência. Temos um total de 550 mil pessoas e finalizaremos essa imunização até o final do mês de junho”, disse o governador.

vacinação em sp
Crédito: Divulgação/Governo de São PauloDoria promete vacinar todos os adultos de SP até outubro

Quem possui qualquer comorbidade definida pelo Ministério da Saúde (veja aqui a lista), precisa apresentar comprovante da condição no dia da vacinação. Serão aceitos exames, relatórios médicos, receitas, prescrições médicas, com até dois anos de emissão, diagnósticos ou documentos semelhantes, que deverão ser apresentados no local de vacinação.

Os cadastros previamente existentes em Unidades Básicas de Saúde (UBS) também podem ser utilizados.

Já as pessoas com deficiência permanente precisam apresentar o comprovante do recebimento do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social (BPC).

Compartilhe: