Manchas na pele: entenda o que é melasma e quais os tratamentos

Conheça as vantagens de alguns dos principais tratamentos existentes

Por: Redação | Comunicar erro

Melasma é uma condição que se caracteriza pelo surgimento de manchas na pele, que normalmente aparecem no rosto, mas podem ocorrer em outras áreas expostas ao sol, como braços e colo. É mais comum em mulheres entre os 20 e 50 anos, porém também pode afetar os homens. Quando surgem na gravidez, as manchas são chamadas de cloasma gravídico.

Não há uma única causa definida para o melasma, mas sabe-se que ele está relacionado principalmente à exposição solar, mas também ao uso de anticoncepcionais e algumas outras medicações, fatores hormonais, predisposição genética, algumas doenças (ex: hepatopatias) e à gravidez.

foto de Cleo Pires com manchas no rosto
Cleo Pires sofre com melasma

A atriz Cleo Pires já comentou em suas redes sociais que sofre com melasma, que causa mancha escuras na pele.  “Lembro quando descobri que tinha melasma, foi difícil pra mim. Uma menina que mal usava maquiagem e que gostava da praticidade em tudo”, conta.

Porém, a atriz também conta que com a ajuda de uma especialista ortomolecular, conseguiu adotar hábitos que tornaram a pele mais saudável. “A mancha só sinaliza erro metabólico dentro do corpo. Existindo sim tratamento definitivo, equilíbrio hormonal, mas nunca feito com anticoncepcionais. Pílula é contra indicação absoluta”, disse a ortomolecular Janaína Barboza, que cuida de Cleo.

A atriz tem uma rotina diária de cuidados com a pele bastante rigorosa. “Se eu for dormir em um lugar com incidência de luz, durmo com protetor solar com cor, que parece uma base. Quando acordo, eu lavo, passo algo para pele acneica, porque minha pele também é acneica. Aí passo um hidratante se estiver mais sequinha, uso um creme para melasma, que ajuda a clarear as manchas. Passo o protetor químico, que é sem cor, depois o protetor físico, que é o com cor. Depois o pó, para selar, que também tem proteção e tem cor”, disse ela em vídeo no seu canal no YouTube.

Tratamentos contra o melasma

O dermatologista é o profissional mais indicado para diagnosticar e tratar o melasma. Hoje em dia, existe uma gama infinita de aparelhos e produtos que podem auxiliar no tratamento contra a condição.

Dentre os procedimentos mais realizados estão os peelings e aplicações de luzes ou lasers. Independente do tipo de tratamento adotado, o importante é redobrar o cuidado com a proteção contra os raios ultravioletas e à luz visível.

Confira os principais tratamentos:

antes e depois do rosto de uma mulher após o tratamento para melasma
Crédito: CarlaNichiata/istockÁcidos, laser e luz pulsada são algumas das alternativas para clarear manchas

Cremes

O uso de cremes é umas das formas mais usadas no tratamento contra o melasma, embora não funcione para todos os casos. Podem ser usados os cremes à base de hidroquinona, ácido glicólico, ácido retinóico e ácido azeláico. Os resultados demoram cerca de dois meses para começarem a aparecer. Pacientes que se submetem a esse trata

Peelings

Os peelings descamam a pele em diferentes níveis de acordo com a substância, concentração ou método de aplicação. Geralmente, eles costumam ter resultados mais eficientes que os cremes. O peeling de Diamante, por exemplo, promove uma remoção mecânica da camada superior da pele, o que estimula a formação de colágeno e ajuda na remoção de manchas e acne e de pigmentação.

O peeling químico, feito com ácidos, pode clarear mais rapidamente que o de Diamante. Ele estimula a renovação das células da pele, clareia manchas e atenua rugas finas, além de também estimular a produção de colágeno. O dermatologista é a pessoa mais adequada para indicar o método mais adequado.

Laser

O laser Spectra Nd:YAG Q-Switched é um dos mais usados no tratamento de manchas escuras. Tem o poder de alta penetração na pele e consegue destruir a melanina sem agredir a epiderme. Normalmente, são indicadas no mínimo oito sessões para esse tratamento.

Luz Intensa Pulsada

Essa também é uma alternativa que ajuda a clarear o melasma, mas aos poucos vem sendo deixada de lado, por conta do efeito rebote. O tratamento costuma dar bons resultados de maneira rápida, mas depois de um tempo pode provocar o retorno de manchas mais intensas.

Compartilhe:

1 / 8
1
02:37
A primeira vez no ginecologista
A Dra. Marianne Pinotti, ginecologista e obstetra fala sobre a primeira consulta no ginecologista. Tem um momento exato para a primeira …
2
03:53
Decisão da Anvisa deve liberar a maconha medicinal no país
A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou duas propostas que podem liberar a maconha para fins medicinais e científicos …
3
02:51
O que é o projeto Cuide-se
Em parceria com a ONG Horas da Vida, o Catraca Livre produz vídeos com especialistas para dar dicas de saúde. No …
4
02:18
Vacina contra a gripe é liberada para toda a população
O Ministério da Saúde estendeu a campanha de vacinação contra a gripe para toda a população enquanto durarem estoques dos …
5
05:00
Quais os sintomas que a maconha pode trazer?
Dr. Jair de Jesus Mari, professor titular de psiquiatria da UNIFESP , fala sobre os sintomas que o uso de …
6
03:19
Natureza contra a depressão
A depressão é uma das doenças mais comuns do mundo moderno em grandes cidades e a falta de contato com …
7
02:42
Reconheça facilmente os níveis da depressão
Dr. Jair de Jesus Mari, professor titular de psiquiatria da UNIFESP , fala sobre os principais sinais da ansiedade. Esse vídeo …
8
03:20
Saiba o que é a doença “Pescoço de Texto”
Juliana Santos, Terapeuta Manual de dores crônicas e agudas fala sobre a doença de Pescoço de Texto. Esse vídeo faz parte …