Últimas notícias:

Loading...

Entenda o tratamento com remédio experimental usado por Trump

Segundo médicos da Casa Branca, presidente norte-americano evolui bem e não precisa de aparelhos para respirar

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Depois de ser internado “por precaução” em um hospital um hospital militar, o presidente Donald Trump iniciou um tratamento com o antiviral remdesivir, um remédio experimental contra a covid-19.

Anteriormente, o médico da Casa Branca, Sean Conley, havia informado que o presidente recebeu uma dose de um coquetel experimental de anticorpos monoclonais, da farmacêutica Regeneron. Porém, depois, a equipe decidiu iniciar a terapia com o remdesivir.

remdesivir
Crédito: Sittithat tangwitthayaphum/istockRemdesivir é o medicamento que Trump tem usado

Esse remédio foi originalmente desenvolvido para tratar o ebola e vírus respiratórios comuns e teve o uso emergencial autorizado pela Food and Drug Administration, agência americana equivalente à Anvisa no Brasil, após demonstrar bons resultados em testes em pacientes com a covid-19.

“Baseado na totalidade das evidências científicas disponíveis, é razoável crer que o remdesivir possa ser efetivo no tratamento da covid-19 e que, quando usado sob as condições descritas nesta autorização, os conhecidos e potenciais benefícios superam os conhecidos e potenciais riscos da droga”, diz o documento do órgão.

O estudo analisado pelo FDA foi realizado pelo Instituto Nacional Americano de Saúde (NIH, na sigla em inglês) com 1.063 pessoas hospitalizadas nos EUA, na Europa e na Ásia.

A pesquisa indicou que os pacientes tratados com o remdevisir se recuperavam cerca de quatro dias antes que os aqueles que usavam um placebo, uma substância sem efeito algum.

Além do remdevir, o tratamento de Trump também inclui ainda doses de zinco, vitamina D, famotidina, melatonina e aspirina.

Na lista de medicamentos do presidente, no entanto, não constam cloroquina e hidroxicloroquina, drogas defendidas por ele ao longo desses meses de pandemia.

Cansaço e tosse

Neste sábado, 3,  a equipe de médicos da Casa Branca informou que o presidente norte-americano está melhorando e não apresentou febre nas últimas 24 horas.

trump
Crédito: Reprodução/Casa BrancaAntes de ser internado, Trump gravou um vídeo dizendo que estava bem

Até o momento, segundo sua equipe, ele também não precisou de aparelhos para auxiliar na respiração. O presidente estaria apenas reclamando de cansaço e apresentando congestão nasal e tosse.

Uma fonte próxima ao presidente, no entanto, contrariou essas informações e informou às agências de notícias que o estado de saúde de Trump “é muito preocupante”.

“As próximas 48 horas serão críticas em termos de seu atendimento. Nós ainda não estamos em um caminho claro para uma recuperação completa”, disse a fonte.

De fato, Trump é do grupo de risco da covid-19. Além da idade, 74 anos, o presidente tem sobrepeso, fatores que podem complicar a recuperação.

Compartilhe: