CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Fumaça de queimadas ameaça a saúde pública, alertam médicos

O corredor de fumaça que se formou em vários estados carrega partículas ultrafinas que ao serem inaladas caem na corrente sanguínea

Por: Redação

A densa camada de fumaça fruto das queimadas que atingem a região amazônica desde o fim de julho é uma ameaça à saúde pública, de acordo com médicos. A gigantesca massa acinzentada que percorre vários estados do Brasil chegou a ser captura pelos satélites da NASA.

fumaça das queimadas vista por satélite
Crédito: Reprodução/Aqua/NasaCorredor de fumaça vinda da Amazônia é prejudicial à saúde

De acordo com reportagem do site BBC News Brasil, em um único hospital que atende a todo o estado de Rondônia, 120 crianças foram atendidas com problemas respiratórios do dia 1 a 10 de agosto, e 380, de 11 a 20.

Problemas da fumaça

Carregada de elementos tóxicos, a fumaça contém partículas ultrafinas que ao serem inaladas percorrem todo o sistema respiratório e atingem os alvéolos pulmonares durante as trocas gasosas, chegando até a corrente sanguínea.

Um dos compostos prejudiciais é o monóxido de carbono (CO). Quando inalado, ele também atinge o sangue, onde se liga à hemoglobina, o que impede o transporte de oxigênio para células e tecidos do corpo.

“Isso tudo desencadeia um processo inflamatório sistêmico, com efeitos deletérios sobre o coração e o pulmão. Em alguns casos, pode até causar a morte”, explica o pneumologista Marcos Abdo Arbex, vice-coordenador da Comissão Científica de Doenças Ambientais e Ocupacionais da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), ao site BBC Brasil.

vegetação sendo queimada
Crédito: Frank Néry/ Governo de RondôniaInalar fumaça de queimadas florestais é prejudicial à saúde

Quem inala a fumaça pode ainda apresentar dor e ardência na garganta, tosse seca, cansaço, falta de ar e dores de cabeça e vermelhidão nos olhos.

De acordo com Daniel Pires de Carvalho, diretor-adjunto Hospital Infantil Cosme e Damião, esses sinais variam de pessoa para pessoa e dependem do tempo de contato com a fumaça.”No geral, ela afeta mais as vias respiratórias, agravando os quadros de doenças prévias, como rinite, asma, bronquite e Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC). Os extremos de idade, ou seja, crianças e idosos, são os que mais sofrem, por serem mais sensíveis”, explicou à BBC News Brasil.

Compartilhe:

1
Atividades divertidas para entreter as crianças durante a pandemia de coronavírus
O isolamento social imposto pelo do novo coronavírus é um desafio para nós e para as crianças também. Com as …
2
Coronavírus: conheça novos sintomas que podem indicar que você está com covid-19
Se você acompanha o noticiário sobre o novo coronavírus com certeza já deve ter ouvido falar sobre os principais sintomas …
3
Depressão: tudo o que precisamos saber sobre a doença
Não se trata de frescura e nem de preguiça. Depressão é uma doença grave e incapacitante que atinge mais de …
4
Cloroquina vs coronavírus: o que a ciência diz sobre o uso do medicamento
Da noite pro dia a cloroquina que é usada principalmente no tratamento contra a malária e algumas doenças reumatológicas, se …
5
Barato: yoga online para você praticar em casa na quarentena
O que você tem feito para aliviar a pressão da quarentena? Você tem colocado o seu corpo em movimento?  Se …
6
4 dicas essenciais para você fazer home office na quarentena
Teve que transformar a sua casa em um ambiente de trabalho por conta da quarentena causada pelo coronavírus? Então, este …
7
Coronavírus: entenda o colapso do sistema de saúde e funerário do Equador
Quanto mais avança a contaminação pelo mundo, mais cenas trágicas e impactantes a pandemia de coronavírus acaba criando. Como é …
8
O que a ciência e o Ministério da Saúde pensam sobre o coronavírus
Este Giro Catraca Livre vai ser um pouquinho diferente. Ao invés da gente mergulhar num tema e tentar traduzir ele …