Últimas notícias:

Loading...

Mãe alerta para sinais de hepatite após filha saudável ser diagnosticada

O que chama atenção é que o caso ocorreu no meio do ano passado, antes do atual surto ser detectado

Por: Redação

À medida que o surto de hepatite pediátrica se espalha, mais relatos surgem. A norte-americana Stefanie Cunha contou que a filha de 3 anos precisou de um transplante de fígado de urgência após os exames apontarem para insuficiência hepática.

O caso, porém, não faz parte da atual onda, ocorreu em julho do ano passado, mas as causas seguem sendo um mistério até hoje. Na época, a menina testou negativo para covid-19 e outros vírus.

hepatite
Crédito: Reprodução/NBCNewsMãe conta que filha teve hepatite misteriosa no ano passado

Primeiros sinais

Ao jornal NBC News, a mãe da criança disse que a filha estava saudável até notar ela cansada e sem apetite. “Então notei que a parte branca dos olhos dela estava ficando amarela e pensei: algo está errado”, disse.

A mãe, então, correu para o pediatra, que fez um exame de sangue. O resultado apontou hepatite e o médico alertou que a função hepática da menina estava começando a falhar. Ela foi internada e precisou de um transplante semanas depois.

O médico que atendeu a filha de Stefanie, Dr. Sheetal Wadera, diretor médico de transplante de fígado da Phoenix Children’s, do Arizona, relatou à NBC News que começou a ver um ligeiro aumento nos casos inexplicáveis ​​a partir do início deste ano. Mas segundo ele, nenhum caso foi relatado oficialmente pelo Departamento de Serviços de Saúde do estado.

Esses casos agora está sendo analisados para procurar possíveis ligações com o atual surto.

“Na medicina, é muito útil quando descobrimos padrões e somos capazes de fazer diagnósticos unificadores”, disse o médico.

Possível causa

Embora a causa ainda seja desconhecida, um vírus tem sido apontado como um potencial culpado: o adenovírus tipo 41, que provoca uma série de condições, incluindo o resfriado comum, pneumonia , diarreia e conjuntivite.

adenovírus
Crédito: Wildpixel/istockAdenovírus do tipo 41 é investigado como a possível causa de hepatite pediátrica

A Organização Mundial da Saúde (OMS) disse que esse adenovírus foi detectado em pelo menos 74 casos. Por isso, é pouco provável que seja apenas uma coincidência.

A hepatite aguda em crianças previamente saudáveis ​​é rara, embora todos os anos haja alguns casos que acabam sendo rotulados como hepatite de origem desconhecida.

Sintomas para se atentar

Embora esses casos de inflamação do fígado sejam raros em crianças, é importante estar atento aos sinais.

Um sintoma clássico da hepatite é a icterícia, quando a pele ou do branco dos olhos ficam amarelados. Esse sinal foi observado em muitas das crianças afetadas, de acordo com a OMS.

Muitas também apresentaram sintomas gastrointestinais, incluindo dor abdominal, diarreia e vômitos.

Médicos alertam que é importante procurar atendimento urgente sempre que a criança mostrar sinais de dor intensa quando o abdômen é tocado. Geralmente, a sensibilidade abdominal é sentida na parte superior direita, que é onde o fígado está localizado.

Outros sintomas da hepatite podem incluir fadiga, perda de apetite, urina escura, fezes de cor clara e dor nas articulações.

Compartilhe:

Tags: #Doença