Mielite transversa: a possível reação provocada pela vacina de Oxford

Entenda o que é essa síndrome que causou a interrupção dos testes com a vacina britânica

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Os testes com a vacina desenvolvida pela Universidade de Oxford em parceria com o laboratório AstraZeneca tiveram que ser suspensos depois que um voluntário desenvolveu uma reação adversa grave. Embora o laboratório não tenha divulgado qual foi o efeito, há especulações de que o participante tenha desenvolvido mielite transversa, uma síndrome inflamatória que afeta a medula espinhal e costuma ser desencadeada por infecções virais.

A suspeita foi revelada por uma fonte, que pediu anonimato ao jornal The New York Times. Porém, ainda não se sabe se o voluntário que teve reação tomou a vacina ou o placebo, uma substância sem efeito.

Um comitê independente de segurança está analisando o caso. Se a reação adversa não tiver relação com a vacina, os testes serão retomados.

vacina Rússia
Crédito: Natali_Mis/istockVoluntário que teve reação adversa teria recebido o diagnóstico de mielite transversa

Segundo a OMS, o efeito sofrido pelo voluntário britânico pode ou não estar relacionado à vacina avaliada e as interrupções dos testes para investigações são comuns e esperadas nesta fase do estudo. “A segurança deve vir acima de tudo e o processo não pode cortar caminhos”, segundo a cientista-chefe da entidade, Soumya Swaminathan.

Se o comitê independente de segurança avaliar que a reação adversa não teve relação com a vacina, os testes serão retomados.

Sintomas da mielite transversa

Segundo a Mayo Clinic, uma das maiores instituições médicas dos Estados Unidos, a mielite transversa interrompe as mensagens que os nervos da medula espinhal enviam por todo o corpo. Isso pode causar dor, fraqueza muscular, paralisia, problemas sensoriais ou disfunção da bexiga e intestino. Também são comumente relatadas sensações de dormência.

A razão exata da mielite transversa não é totalmente sabida. Às vezes, não há causa conhecida. Porém, na maioria das vezes, ela aparece após a recuperação de uma infecção viral, bacteriana ou fúngica.

Entre os vírus comumente relacionados à mielite transversa estão:  herpes, incluindo aquele que causa herpes zoster e varicela (zóster), HIV, Nilo do Oeste, Zika, gripe, hepatite B,  caxumba, sarampo e rubéola.

O problema também pode ser provocado por doenças inflamatórias, como a esclerose múltipla e doenças autoimunes, como o lúpus e a síndrome de Sjogren.

Compartilhe: