O horário que você se exercita ajuda a reduzir o açúcar no sangue

Voluntários de um estudo que se exercitavam sempre na mesma faixa de horário tiveram quedas significativas em seus níveis de glicose no sangue

Praticar atividade física pela manhã ou pela noite? Afinal, o horário que a gente se exercita faz diferença? De acordo com um estudo de pesquisadores espanhóis sim. Pelo menos para o controle mais efetivo de açúcar no sangue

Manter níveis saudáveis de açúcar no sangue é essencial para a saúde.

O açúcar no sangue, também conhecido como glicose, é a principal fonte de energia para o corpo. Entretanto, níveis desequilibrados podem levar a uma série de problemas de saúde, desde hipoglicemia até diabetes.

Detalhe dos estudo

A equipe da Universidade de Granada, na Espanha, analisou dados de 186 adultos com sobrepeso e/ou obesidade, conforme definido por um IMC médio de 32,9.

Os participantes tinham em média 47 anos. Todos usaram um acelerômetro para monitorar o movimento e um monitor contínuo de glicose durante duas semanas.

O que eles descobriram?

Após análise de todos os dados, os pesquisadores descobriram que os participantes que realizaram mais de 50% de seus exercícios moderados a vigorosos entre as 18h e a meia-noite observaram quedas significativas em seus níveis de glicose no sangue.

Além disso, observaram que essa queda durou o dia todo – não apenas imediatamente após a conclusão do exercício. 

Horário que você se exercita faz diferença no controle do açúcar no sangue
Créditos: Maridav/DepositPhotos
Horário que você se exercita faz diferença no controle do açúcar no sangue

O estudo classificou pessoas “ativas” como aquelas que praticam entre 21,4 e 42,9 minutos de exercício por dia, e “muito ativas” como aquelas que praticam mais de 42,9 minutos de exercício por dia.

Alcançar níveis mais baixos de glicose no sangue é uma estratégia importante para ajudar a combater o diabetes, especialmente em pessoas com sobrepeso.

As descobertas do novo estudo estão alinhadas com pesquisas anteriores que mostram benefícios do exercício em determinados horários do dia.

Um estudo mostrou que encerrar uma sessão de exercícios cerca de duas horas antes de dormir pode melhorar significativamente o sono.

Outro demonstrou que se as mulheres se exercitassem de manhã eram mais propensas a perder gordura da barriga e a baixar a pressão arterial.

No entanto, se se exercitassem à noite, eram capazes de aumentar a força e a resistência da parte superior do corpo e até melhorar o seu humor geral. 

No mesmo estudo, homens que treinaram à noite puderam reduzir a pressão arterial, queimar mais gordura e reduzir o risco de doenças cardíacas.

Consequências de níveis desequilibrados de açúcar no sangue

  • Hipoglicemia: níveis baixos de glicose no sangue, abaixo de 70 mg/dL, podem causar sintomas como fraqueza, tontura, sudorese e, em casos graves, perda de consciência.
  • Hiperglicemia: níveis elevados de glicose no sangue, acima de 140 mg/dL após uma refeição, são comuns em pessoas com diabetes e podem levar a complicações a longo prazo, como danos nos nervos, rins e coração.
  • Diabetes: uma condição crônica caracterizada por níveis elevados de glicose no sangue devido à incapacidade do corpo de produzir ou utilizar insulina adequadamente.