Publicidade

Informar

O Outro Lado: Ministério da Saúde emite alerta sobre amamentação

Por: Redação | Comunicar erro
...
Publicidade
Cena de O Outro Lado do Paraíso sobre amamentação causa polêmica

Uma cena exibida na novela “O Outro Lado do Paraíso”, na última terça-feira, 27, sobre amamentação materna, causou polêmica, obrigando, inclusive, o Ministério da Saúde a se pronunciar sobre o assunto.

Na cena, Samuel (Eriberto Leão) oferece sua esposa, Suzy (Ellen Roche), como “ama de leite”. “A minha mulher, a Suzy, ela tem muito leite. Ela poderia amamentar o neto de vocês se vocês assim quiserem”, diz o médico psiquiatra à família de Nádia (Eliane Giardini).

O que era para ser um serviço prestado pela novela sobre a importância da amamentação e da doação do leite materno, acabou gerando controvérsias porque, na cena, nenhum personagem se atentou aos perigos da amamentação quando uma mãe dá leite a uma criança que não é sua.

Apesar de ser imprescindível para a saúde do recém-nascido, a amamentação, quando não parte da mãe, pode trazer diversos riscos ao bebê, inclusive a transmissão de doenças infectocontagiosas, como o vírus HIV, por exemplo.

A página no Facebook Mães de Peito” se manifestou sobre o episódio da trama escrita por Walcyr Carrasco, criticando a forma como o assunto foi abordado.

“A amamentação cruzada – quando uma mulher amamenta o filho de outro mãe – é contraindicada tanto pelo Ministério da Saúde como pela OMS (Organização Mundial da Saúde). Isso acontece pois a prática traz diversos riscos ao bebê”, alerta. “Além da Aids, se a mãe que amamenta o filho de outra tiver com hepatite B, por exemplo, também pode passar a doença para a criança por meio do leite materno ou pelo contato com sangue na presença de lesões mamilares”, diz o texto.

Poucos dias depois de mostrar dois partos cheios de violência obstétrica e absurdos, a novela global "O Outro Lado do…

Posted by Mães de peito por Giovanna Balogh on Wednesday, March 28, 2018

A repercussão na web sobre o assunto obrigou o Ministério da Saúde e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) a se manifestarem sobre o assunto. “O leite materno oferecido nos bancos de leite passa por um processo de pasteurização, anulando o risco de transmissão de tais doenças. Então, se você ou alguém que você conheça não está conseguindo amamentar, busque ajuda de seu pediatra ou de um banco de leite”, orienta a pediatra Andréa Kasmim.

“Essa prática [amamentação cruzada] é contraindicada pelo Ministério da Saúde e pela Organização Mundial da Saúde (OMS), pois oferece risco de transmissão de doenças infectocontagiosas, como o HIV/AIDS, sobretudo para as crianças”, alerta o comunicado da Sociedade.

Leia também:

Compartilhe:

Publicidade
Publicidade

Você sabe o que é feminicídio?

O restaurante de comida havaiana do ex-masterchef Ravi

Conheça o lavandário de Cunha

ASMR: O fenômeno do "orgasmo mental"

Publicidade