Últimas notícias:

Loading...

Pedras nas amígdalas: como aparecem e como removê-las em casa

Veja como prevenir a formação dessas bolinhas que causam tanto incômodo

Por: Redação

As pedras nas amígdalas são uma das principais causas do mau hálito.  Além do odor, essas pequenas bolinhas podem causar uma sensação desagradável de algo alojado no fundo da garganta ou dificuldade para engolir.

Também chamadas de cáseos amigdalianos, essas massas esbranquiçadas ou amareladas são compostas por restos de alimentos, saliva, células da boca, bactérias e outros detritos.

pedra nas amigdalas
Crédito: Webphotographeer/istockAs pedras são restos de alimentos e outros detritos que se alojam nas amígdalas 

“A formação destas estruturas resulta da necrose de tecidos, ação do sistema imune sobre as bactérias e restos alimentares que se acumulam nestas áreas (criptas amigdalianas)”, explica o cirurgião dentista Leo Guimarães Barcellos.

Segundo o profissional, os cáseos amigdalianos podem desencadear desordens bucais e sistêmicas, como a amigdalite de repetição, doença periodontal e o aumento do biofilme lingual (saburra).

pedra nas amigdalas
Crédito: Ralf Geithe/istockPedra nas amígdalas é uma das causas do mau hálito

O problema é bem raro em crianças menores que 5 anos e bastante comum a partir dos 14 anos de idade.

Como remover as pedras nas amígdalas?

É muito comum as pessoas tentarem remover os cáseos em casa, cutucando as amígdalas com o dedo, com o cabo da escova ou com hastes de algodão, mas isso deve ser evitado porque essa região é muito sensível. Além disso, pode ocorrer algum acidente e a pessoa acabar aspirando o objeto utilizado.

A boa notícia é que essas pequenas pedras costumam se desprender das amígdalas sozinhas. Muitas vezes são engolidas, sem a pessoa perceber. Outras vezes, elas acabam se soltando com a tosse ou espirro.

No entanto, quem se incomoda muito com a presença dessa bolinhas nas amígdalas pode tentar métodos naturais seguros para facilitar a remoção.

Beber bastante água e fazer gargarejos podem ser algumas das saídas que não irão causar danos à região.

Gargarejo:

Para fazer o gargarejo, basta misturar uma colher (chá) de sal em um copo de água morna. Depois é só colocar um gole da água na boca e gargarejar pelo máximo de tempo que conseguir. Pode ser feito de 1 a 3 vezes ao dia.

Também é possível fazer o gargarejo com uma colher (chá) de vinagre de maçã em meio copo de água.

Caso as pedras não saiam com facilidade, é importante não forçar e procurar um dentista ou um otorrinolaringologista que fará uma avaliação e remoção de forma segura, se for o caso.

pedra nas amigdalas
Crédito: Wittayayut/istockAs bolinhas podem ser expelidas involuntariamente com a tosse ou espirro

Como prevenir?

Para inibir a sua formação das pedras nas amígdalas, é indispensável o cuidado com a higiene bucal, removendo os restos de comida da boca antes que eles se alojam nas amígdalas.

“O ideal é ter hábitos que favoreçam uma boa salivação, além de adotar uma rotina de higiene bucal caprichada, com uso diário de fio dental, limpadores linguais e gargarejos”, explica Leo Guimarães Barcellos.

Compartilhe:

Tags: #Saúde