Últimas notícias:

Loading...

Perda auditiva pode ser sinal de alerta para estas 3 doenças

Não são só o envelhecimento e o acúmulo de cera que dificultam a audição; vejas as principais condições de saúde ligadas ao problema

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Que o ouvido é o órgão responsável por nossa capacidade de detectar os sons, todos sabem. Mas ele também tem outra função bem importante: manter o equilíbrio do corpo. Quando há perda auditiva e ela não tem relação com o envelhecimento, é preciso ficar atento porque esse pode ser um sinal de que a saúde não vai bem.

mulher com a mão no ouvido
Crédito: Natasaadzic/istockPerda auditiva pode ter relação com algumas condições de saúde

Abafamento dos sons,  dificuldade de entender conversas e necessidade de aumentar o volume de TV ou do rádio podem ser sinais de perda auditiva. Somente uma consulta e exames médicos poderão dizer se há ou não relação com doenças, mas destacamos aqui algumas que podem ter ligação com o problema.

Veja abaixo:

Diabetes

Há evidências de que a diabete sem controle e sem tratamento  contribui para a perda auditiva. Isso acontece porque os níveis elevados de açúcar no sangue, que causam diabetes, podem afetar os nervos e vasos sanguíneos do ouvido interno, causando danos à audição.

Demência

Estudos já observaram uma relação entre a deficiência auditiva e a demência em adultos com mais de 60 anos. Pesquisadores dizem que se uma pessoa apresenta problemas de audição na meia idade, seu risco de desenvolver demência mais tarde é maior.

A demência é tida como um conjunto de sintomas relacionados com a perda da memória e a queda geral das capacidades cognitivas. Sua natureza é crônica e progressiva e impacta na capacidade de realização atividades do dia a dia.

Uma das explicações para essa relação é que com a perda auditiva, há uma propensão maior da pessoa desenvolver depressão e se isolar socialmente, dois fatores que colaboram para o progresso da demência.

Doença de Ménière 

Esse distúrbio pode ser causado por alterações na pressão do fluido no ouvido interno. Além de afetar a audição e causar zumbido no ouvido, também pode comprometer o equilíbrio.

É comum que pessoas com essa doença sofra com náuseas durante as crise agudas. Diuréticos e uma dieta com baixo teor de sal, em alguns casos, ajudam a diminuir a frequência e gravidade dos episódios. Mas a maioria dos casos, é necessário o uso de medicamentos.

Relação com a covid-19 investigada

Pesquisadores também começam a investigar a relação entre problema auditivo e a covid-19 depois do registro de casos no Reino Unido, China Estados Unidos e Tailândia.

No mais recente, no Reino Unido, um homem de 45 anos sofreu perda auditiva repentina enquanto estava internado na UTI com a doença causada pelo novo coronavírus.

Segundo os médicos, uma semana após a remoção do tubo de respiração, ele percebeu um zumbido no ouvido esquerdo e, em seguida, houve a perda auditiva súbita.

As causas ainda não são totalmente compreendidas, mas o sintoma já foi observado em infecções virais, como herpes, sarampo e caxumba, por exemplo. Saiba mais no link abaixo.

Compartilhe: