Últimas notícias:

Loading...

Sífilis pode atingir os olhos e causar cegueira permanente

Quando não for detectada precocemente, a doença pode trazer complicações sérias e irreversíveis

Por: Redação

A sífilis é uma doença sexualmente transmissível que se tornou epidemia no Brasil. De acordo com o Ministério da Saúde, no Distrito Federal, foram detectados, em 2017, 1.458 casos de sífilis adquirida. Nos seis primeiros meses de 2018, a estatística foi de 668 pessoas contaminadas. Os números deixam os especialistas em alerta, principalmente porque a doença atinge diversas partes do corpo, inclusive, os olhos.

A sífilis terciária, conhecida popularmente como neurosífilis, é a forma mais grave da doença, podendo levar a lesões oculares irreversíveis. A doença costuma ocorrer em pessoas com sífilis não tratada. “De fato, essa é uma doença que compromete bastante o organismo. Por isso, esse aumento deve ser um grande alerta para a população, principalmente, nestas épocas de festas em que há mais relatos de sexo sem proteção”, ressalta Dr. Ramon Barreto, oftalmologista do Visão Hospital de Olhos.

homem com olho vermelho
Crédito: ViDi Studio/istockSífilis ocular causa vermelhidão e dor nos olhos

Ainda no Distrito Federal, a sífilis ocular foi identificada, em 2017, em quase 20% das grávidas contaminadas com sífilis. Em 2018, foram mais de 12% das gestantes. O oftalmologista lembra que os problemas oculares causados pela doença podem surgir nos estágios mais avançados, além de atingir as diferentes estruturas do olho. “Normalmente, ocorrem lesões extensas na retina, chamadas de coriorretinites, hemorragias intra-retinianas, inflamações nos vasos sanguíneos da retina (vasculite) e edema de mácula”, comenta Dr. Ramon.

Sintomas de sífilis ocular

Entre os sintomas mais comuns estão dificuldade para enxergar, vermelhidão e dor nos olhos. “As queixas são gerais, ou seja, esses sinais podem ser de várias doenças oculares. Desta forma, sempre orientamos que pessoas com qualquer incômodo nos olhos ou baixa visual devem ir ao especialista para uma avaliação correta”, enfatiza o oftalmologista.

Quando não tratada adequadamente, a sífilis ocular pode levar à cegueira irreversível. “Se o tratamento não for seguido à risca, o que envolve internação do paciente e uso antibióticos específicos, o comprometimento da visão pode se agravar, levando a pessoa a ficar cega. Além disso, a sífilis congênita, transmitida pela mãe ao bebê durante a gravidez, também pode ocasionar cegueira irreversível da criança, diminuição do globo ocular, catarata e lesões da retina”, conclui o médico.

Importância do diagnóstico

O recomendado é que os pacientes diagnosticados com sífilis sejam encaminhados a oftalmologistas, caso haja queixas oculares. Apesar de a doença afetar mais homens, que mantêm relações com outros homens, qualquer pessoa pode ser exposta e infectada.

O tratamento utiliza como base a penicilina cristalina (endovenosa). Quando a doença é tratada no início, os problemas causados pela infecção podem ser revertidos. No entanto, em algumas complicações mais graves, a perda da visão pode ser permanente.

Crédito: Getty Images/iStockphotoUso de camisinha é a melhor forma de prevenir a sífilis

Compartilhe: