Últimas notícias:

Loading...

Síndrome rara pós-covid quase causou amputação em menino

Menino ficou internado por um mês para tratar as sequelas da covid-19

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Athur Nascimento dos Santos, de 9 anos, ficou internado por 30 dias no Hospital São Paulo, na capital paulista, tratando uma síndrome rara pós-covid. Nesse período, ele teve 10 paradas cardíacas, que lhe causaram trombose.

A situação era tão grave que os médicos cogitaram a necessidade de amputar as mãos e os pés dele. A medida só descartada depois que ele começou a apresentar melhora.

síndrome rara pós-covid
Menino se recupera de síndrome rara pós-covid após sofrer 10 paradas cardíacas

A recuperação do menino gerou comoção nas redes sociais e até jogadores como Neymar enviaram mensagens desejando melhoras a ele. O menino ganhou até uma camiseta autografada pelos jogadores do Corinthians.

Arthur deixou o hospital na última sexta-feira, 12, e, apesar da alta, o tratamento ainda continua. O pé direito dele exige um pouco mais de cuidado porque apresentou uma úlcera após a trombose.

Síndrome inflamatória pós-covid

A condição enfrentada por Arthur tem sido chamada de Síndrome Inflamatória Multissistêmica Pediátrica, uma doença rara causada pelo novo coronavírus, em que uma em cada 5.000 crianças apresenta após ser infectada com a covid-19.

A MIS-C pode deixar diferentes partes do corpo inflamadas, incluindo coração, pulmões, rins, cérebro, pele, olhos ou órgãos gastrointestinais. As crianças também podem ter febre e vários sintomas, incluindo dor abdominal (intestino), vômitos, diarreia, dor no pescoço, erupção cutânea, olhos vermelhos ou sensação de cansaço.

O primeiro relato dessa condição foi publicado nos Estados Unidos em 7 de abril de 2020. Desde então, a maioria dos casos é registrada em Londres e no sudeste da Inglaterra, áreas onde a variante inglesa do coronavírus causou um aumento acentuado nas infecções.

manchas no corpo de criança
Crédito: Reprodução/FacebookDoença rara ligada à covid-19 causa manchas no corpo e afeta diversos órgãos

No Reino Unido, as autoridades de saúde estão em alerta para essa síndrome, que tem causado a hospitalização de até 100 crianças por semana.

Já no Brasil, segundo um levantamento feito pela CNN a partir de dados das secretarias estaduais de saúde de todo o país, houve 574 casos da síndrome e 43 mortes causadas por ela até o dia 12 de fevereiro.

Compartilhe: