8 sintomas de depressão para ficar atento

Nem sempre é fácil detectar depressão em você ou em alguém, mas alguns sintomas podem dar uma pista

Por: Redação Comunicar erro

É normal sentir-se para baixo vez ou outra, mas depressão é mais que isso, é uma doença mental que causa alterações químicas no cérebro, provocando baixa da auto-estima, sentimentos de culpa e de fracasso. Pessoas que passaram por eventos adversos durante a vida (desemprego, luto, trauma psicológico) são mais propensas a desenvolver a doença.

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a depressão atinge hoje 300 milhões de pessoas em todo o mudo e pode se tornar a doença mais incapacitante até 2020.

Os sintomas da depressão nem sempre são tão óbvios quanto o choro frequente e o desespero. Muitas vezes as mudanças são sutis, e a pessoa pode não notar, mas seus amigos e entes queridos geralmente percebem algo diferente.

ilustração mostra um homem com um guarda-chuva sozinho
Crédito: Kevinhillillustration/istockIsolamento social é uma das características da depressão

Por não ter um padrão único, os sintomas da depressão podem progredir gradualmente desde o leve, como evitar atividades sociais, até os mais graves, como pensamento suicida. A progressão varia de pessoa para pessoa.

Confira abaixo alguns sinais que ajudam a reconhecer a depressão. Esses sintomas podem ser isolados ou somatizados:

1. Tristeza profunda

A depressão é uma tristeza profunda e muitas vezes, sem motivo aparente. Mesmo se algo maravilhoso acontecer ou estiver acontecendo, a pessoa continuará triste. Quem sofre de depressão, costuma sentir por, pelo menos, duas semanas uma tristeza contínua e tem pensamentos repetitivos sobre a razão da tristeza.

2. Problemas de sono

Algumas pessoas que sofrem de depressão costumam ter insônia, acordando de madrugada e com dificuldades de adormecer novamente. Por outro lado, outras já não sentem vontade de sair da cama e dormem por longos períodos durante o dia.

3. Perda de interesse em atividades favoritas

O desinteresse por atividades antes prazerosas é outro indicativo frequente da depressão. Geralmente, os pacientes com depressão preferem ficar em casa do que fazer qualquer outra atividade.

4. Mudança no apetite

ilustração de uma mulher sentada na mesa com o prato vazio
Crédito: Jklr/istockDepressão pode afetar o apetite

Algumas pessoas comem demais quando estão deprimidas ou ansiosas, mas em pessoas com depressão severa, o oposto é mais comum. Elas podem deixar de de comer porque não estão mais preocupadas com o bem-estar físico.

5. Insegurança

É comum também haver sintomas emocionais, como medo, insegurança, desesperança, desespero, negativismo, desamparo e frustração.  Algumas vezes, esses sentimentos acabam se manifestando no corpo como dor física e tensão, o que é chamado de somatização.

6. Cansaço

Com a queda dos neurotransmissores – uma característica da depressão – pode haver sensação de cansaço, fraqueza e falta de ânimo.

7. Irritabilidade

Outros sinais de depressão frequentemente ignorados são raiva e irritabilidade, mais frequentemente apresentadas por homens. Muitas vezes, no entanto, eles acreditam que essas emoções sejam apenas efeito do estresse ou do cansaço.

8. Pensamentos de morte

Pessoas com depressão podem apresentar desejos de morrer e ter pensamentos suicidas.

Qualquer que seja o nível de depressão é imprescindível o acompanhamento médico tanto para o diagnóstico quanto para o tratamento adequado, que pode ser feito de duas maneiras: isolada ou combinada. A primeira delas é a psicoterapia, que irá tratar das causas. A segunda é tomando antidepressivos que ajudam a normalizar a atividade cerebral.  Veja aqui outras formas que ajudam a amenizar os sintomas de depressão.

O CVV – Centro de Valorização da Vida realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo, por telefone, email, chat e voip 24 horas todos os dias. A ligação para o CVV em parceria com o SUS, por meio do número 188, é gratuita a partir de qualquer linha telefônica fixa ou celular. Também é possível acessar www.cvv.org.br para chat.

arte com o telefone do CVV 188
Crédito: Lucas Rodrigues/Catraca LivreLigação é gratuita em todo o país

Compartilhe:

1
03:38
Cuidados e prevenções para a saúde das mulheres
Dores menstruais parecem típicas, mas podem ser um sinal de endometriose. Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, …
2
02:37
Saiba quais são os sintomas do Transtorno bipolar
O transtorno bipolar vai além das variações de humores. Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, psiquiatra e professor da Unifesp, …
3
01:40
O que é a Fibromialgia e quais os sintomas?
Você já sentiu dores intensas em algumas partes do corpo? Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e comunidade, fala …
4
04:15
Quais são os sintomas que indicam diabetes?
Você sente uma fome excessiva, mas não consegue identificar o por quê? Hoje, a Dra. Luiza Cadioli, médica de família e …
5
04:43
Quais são os sintomas da Esquizofrenia?
A esquizofrenia é um dos tipos da psicose, que é um sintoma que descreve condições que afetam a mente. Hoje, o …
6
03:10
Como os fatores sociais impactam a expectativa de vida
Saneamento básico e desemprego são alguns dos fatores que podem impactar diretamente com a nossa longevidade. Hoje, a Dra. Aline de …
7
01:28
Psicose: saiba como identificar
Pensamentos vagos e incoerentes? Como identificar um surto psicótico? Hoje, o Dr. Jair de Jesus Mari, fala sobre os sintomas da …
8
02:11
Saiba como identificar os sintomas da diverticulite
A diverticulite tem se tornado uma doença comum, principalmente para pessoas acima dos 60 anos. Hoje, o Dr. Raul Cutait, médico …