Últimas notícias:

Loading...

Técnico de enfermagem que dormia no terraço para proteger a mãe é vacinado

História de Joseildo causou comoção nas redes sociais no início da pandemia no Brasil

Por: Redação
Ouça este conteúdo

O técnico de enfermagem Joseildo Batista foi a primeira pessoa a receber a primeira dose da vacina contra a covid-19 em Campina Grande, município da Paraíba. A história dele ficou conhecida em abril do ano passado depois que ele passou a dormir no terraço de sua casa para não contaminar a mãe idosa.

Daqui 21 dias, ele será chamado novamente para receber a segunda dose da vacina.

técnico em enfermagem é vacinado
Crédito: Divulgação/Prefeitura de Campina GrandeTécnico de enfermagem que ficou conhecido por dormir no terraço é o primeiro vacinado de Campina Grande

No início da pandemia, Joseildo trabalhava em uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) que se tornou referência no combate ao novo coronavírus na cidade. Ao saber dos riscos que sua mãe corria ao ter contato com ele, o técnido de enfermagem não pensou duas vezes e decidiu montar um “quarto” no espaço mais reservado da casa.

Era em um puxadinho improvisado com uma cama, uma rede, um varal e um lençol que ele descansava após voltar do trabalho.  “Quando vi a forma de contágio e o quanto é letal para idosos, pensei: ‘Não, não posso ficar dentro de casa, não posso ter mais contato com minha mãe, só de longe’”, contou à Catraca Livre na época.

técnico de enfermagem dorme no terraço
Joseildo improvisou um quarto no terraço para não correr o risco de contaminar a mãe

Com a repercussão da história contada pela BBC Brasil, o site Razões para Acreditar criou uma vaquinha online na época, que arrecadou R$ 45 mil. A ideia do site era ajudá-lo a alugar um quarto de hotel em que pudesse ficar durante a pandemia.

O dinheiro arrecadado acabou não sendo usado para essa finalidade porque a prefeitura da cidade, ao tomar conhecimento da situação, disponibilizou um local para Joseildo se hospedar.

Com as doações, que ultrapassaram a meta, o técnico de enfermagem, então, decidiu auxiliar quem precisava entregando cestas básicas a um lar de idosos e a um hospital de câncer.

Compartilhe: