É possível viajar em segurança durante a pandemia de Covid-19?

A resposta para essa questão é um tanto complexa, por isso separamos alguns fatores que você deve considerar antes mesmo de pensar em marcar sua viagem

Por: Publi
Ouça este conteúdo

Com a  pandemia de Covid-19 começando a dar sinais de que está desacelerando no Brasil, muitas pessoas que mantiveram o isolamento social e estão há mais de sete meses de quarentena não veem a hora de arrumar as malas e cair na estrada.

Mas será que é possível viajar com segurança sem se contaminar com o novo coronavírus? A resposta para esta pergunta é muito mais complexa do que um simples sim ou não.

É possível viajar com segurança sem se contaminar com o novo coronavírus? A resposta para esta pergunta é muito mais complexa do que um simples sim ou não
Crédito: Banco de Imagens / BigstockÉ possível viajar com segurança sem se contaminar com o novo coronavírus? A resposta para esta pergunta é muito mais complexa do que um simples sim ou não

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), que divulgou uma série de recomendações sobre o tema, o ideal é que você evite viagens internacionais, a não ser que elas sejam extremamente necessárias, como  ações humanitárias, viagens profissionais essenciais e repatriamento.

Como a OMS não trata do tema em relação a viagens domésticas, é necessário avaliar uma série de riscos que essa decisão acarreta, ainda mais se você mora no Brasil. Afinal, o país ainda ocupa o segundo lugar em números de mortes provocadas pela doença desde o começo da pandemia.



Para te ajudar a entender quais são os principais cuidados que se deve ter em uma viagem num cenário de pandemia, a Catraca Livre levantou três temas que merecem a sua atenção.

Vale lembrar que cuidados de prevenção como lavar sempre as mãos com água e sabão ou álcool em gel 70%, usar a máscara e evitar aglomerações merecem atenção redobrada em qualquer um dos cenários escolhidos abaixo.

Vamos as dicas:

1 – A decisão

Antes de fazer a escolha por um destino é necessário levar em consideração uma série de questões
Crédito: Banco de Imagens / BigstockAntes de fazer a escolha por um destino é necessário levar em consideração uma série de questões

Antes de bater definitivamente o martelo na decisão de sua viagem, o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos recomenda que você avalie as seguintes questões:

●     Você é do grupo de risco para contrair a manifestação mais grave da covid-19?

●     Mora com alguém dessa categoria?

●     O seu destino tem alguma restrição para viajantes?

●     Você teve recentemente algum sintoma que possa estar relacionado à doença?

●     Entrou em contato com alguém que tem algum motivo para estar infectado?

Além disso, prefira viajar com pessoas que moram com você para diminuir o risco de contágio.

2 – Escolha do destino

É possível viajar com segurança sem se contaminar com o novo coronavírus? A resposta para esta pergunta é muito mais complexa do que um simples sim ou não
Crédito: Banco de Imagens / BigstockEscolha destinos mais afastados e que estejam com a curva de contágio em queda

Ao escolher o local da sua viagem, procure se informar sobre a situação da pandemia na região. Escolha lugares que estejam com a curva de contágio em queda e prefira destinos mais afastados, com atividades de lazer a céu aberto e menores chances de aglomeração, além de evitar praias.

Já quando for decidir em qual hotel ou pousada ficar, procure se informar sobre os cuidados que o estabelecimento está tomando para evitar aglomerações e com a higiene do quarto e áreas comunitárias. Uma dica é consultar a avaliação de outros usuários nos sites de reserva.

É importante também checar se o estabelecimento disponibiliza álcool em gel 70% em diferentes locais, além de saber se eles estão trabalhando com uma lotação reduzida no número de quartos.

Caso a sua decisão seja a de alugar uma casa ou apartamento, antes de se acomodar no endereço, faça aquela faxina reforçada com álcool 70%, água sanitária e/ou desinfetantes que eliminem o vírus. Aqui neste link é possível ver ainda mais dicas de segurança sobre a escolha do destino.

3 – Transporte

É possível viajar com segurança sem se contaminar com o novo coronavírus? A resposta para esta pergunta é muito mais complexa do que um simples sim ou não
Crédito: Banco de Imagens / BigstockUm dos riscos numa viagem de avião está na possibilidade de você sentar muito próximo de alguém contaminado com Covid-19

Dê preferência a destinos mais próximos e evite viajar de avião. Ainda assim, a questão é um pouco controversa. Embora as aeronaves representem um risco pequeno de contágio por conta de um eficiente sistema de filtragem do ar, que captura 99% das partículas, você pode se sentar muito próximo de alguém contaminado. Esta é a opinião do professor de epidemiologia Arijit Nandi, na Universidade McGill, que abordou o tema em uma entrevista ao jornal Folha de S.Paulo.

Mas, se mesmo assim, você decidir viajar de avião, consulte este guia preparado pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) para garantir a segurança no trajeto. Vale lembrar, que esse meio de transporte é mais seguro que os ônibus, sobretudo em trajetos longos.

Já o carro é o meio de transporte mais seguro. No entanto, tenha cuidado de higienizar o volante, painéis e outras superfícies onde você encosta com álcool 70%. E evite viajar com mais de quatro pessoas no veículo.

É possível viajar com segurança sem se contaminar com o novo coronavírus? A resposta para esta pergunta é muito mais complexa do que um simples sim ou não
Crédito: Banco de Imagens / BigstockApesar de seguro para um viagem, é necessário ter cuidados com a higienização do interior dos veículos

Além disso, procure reduzir o número de paradas no meio do caminho para evitar o encontro com outras pessoas e lembre que todos devem usar máscara mesmo dentro do carro.

Usar máscara salva!

Independentemente da sua decisão, lembre-se do conselho que o doutor Drauzio Varella deu em um dos últimos vídeos do canal Todos pela Saúde no YouTube: mesmo com as vacinas contra o novo coronavírus em fase final de testes e com a retomada das atividades, ainda não é hora de relaxar!

Por isso, lave sempre as mãos com água e sabão ou use álcool em gel 70%, e não se esqueça de usar máscara sempre que estiver fora de casa.