CORONAVÍRUS
Loading...
Últimas notícias e tudo que você precisa saberAtualizando informações
Infectados-
Mortes-
Recuperados-

‘Caribe brasileiro’, Maragogi (AL) decreta alerta máximo por óleo

Prefeitura alega que a atividade turística na cidade depende fundamentalmente das condições de balneabilidade das praias

Por: Redação

Conhecida como o “Caribe brasileiro”, por seu mar verde-água, Maragogi (AL) decretou estado de alerta máximo por causa das manchas de óleo que tem atingido as praias do município.

O decreto assinado pelo prefeito Fernando Sérgio Lira foi publicado nesta segunda-feira, 28, no Diário Oficial dos Municípios do Estado de Alagoas e é válido até o dia 23 de dezembro.

Crédito: Divulgação/Ascom IMAVista aérea da praia da Ponta do Mangue, em Maragogi (AL); região é conhecida como o Caribe brasileiro por suas águas cristalinas

A prefeitura alega que a atividade turística na cidade depende fundamentalmente das condições de balneabilidade das praias e integridade dos atributos naturais.

O decreto cita ainda que as beachrocks (tipos de pedras existentes na areia) atingidas pelo petróleo são elementos fundamentais para a manutenção das formações coralíneas e da biodiversidade marinha.

Crédito: DivulgaçãoPiscinas naturais de Maragogi têm a cor da água do Caribe

Outros dois municípios alagoanos –Japaratinga e Coruripe—já haviam decretado situação de emergência por causa das manchas de óleo.

Rio Grande do Norte

Nesta segunda-feira, novas manchas de óleo foram encontradas em praias do litoral sul do Rio Grande do Norte. De acordo com o Idema  (Instituto de Desenvolvimento Sustentável e Meio Ambiente do Rio Grande do Norte), os pontos mais críticos foram as praias de Búzios e Tabatinga. A informação é da Agência Brasil.

Crédito: Divulgação/Prefeitura de AracatiA mancha de óleo também atingiu a paria da Canoa Quebrada, em Aracati (CE) na semana passada

Também foram detectados vestígios de óleo nas praias do Amor e do Giz, ambas em Tibau do Sul; em Camurupim, no município de Nísia Floresta; e em Pirangi do Norte, em Parnamirim. A

Ainda segundo o Idema, a ONG Oceânica afirma ter identificado, durante mergulhos na área dos Parrachos, em Pirangi do Norte, “pequenas manchas flutuantes” de óleo.

Pontos atingidos

Segundo o Ibama, 249 pontos foram atingidos pelo petróleo cru desde a primeira mancha identificada pelas autoridades brasileiras, em 30 de agosto.

Ao todo, 92 municípios espalhados por todos os nove estados nordestinos foram afetados. A informação é do Portal G1.

Na última sexta-feira, 25, o Ibama havia contabilizado 229 pontos em 87 municípios. No sábado, o comandante de operações navais da Marinha, almirante de esquadra Leonardo Puntel, anunciou que o volume de petróleo encontrado no litoral brasileiro estava diminuindo.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.