Festival LGBT online tem 20h de duração com shows incríveis

Evento também arrecada verba para artistas LGBTQ+ sem subsídio durante a quarentena, e pessoas trans em situação de vulnerabilidade social

Por: Redação

Com a crise do coronavírus geral tá sofrendo, principalmente as populações que já vivem em vulnerabilidade social. E é para auxiliar essas pessoas que o festival LGBT online “Marsha! Entra na Sala” foi criado!

O nome do festival é uma homenagem à Marsha P. Johnson (1945 – 1992), ativista dos direitos LGBTQIA+ norte-americana que foi peça-chave no movimento de Stonewall, nos EUA. A vida dessa grande ativista está disponível em um documentário da Netflix, que listamos aqui.

festival online lgbt marsha entra na sala
Crédito: Divulgação“Marsha! Entra na Sala” conta com 20 horas de programação online no YouTube e Instagram distribuídos entre os dias 4 e 5 de abril

Com 20 horas de programação no YouTube e no Instagram, o festival conta com talks, oficinas, música, arte e cultura envolvendo nomes de peso como Linn da Quebrada, As Bahias e a Cozinha Mineira, Mel Gonçalves (ex-Banda Uó) e Liniker.

Além de incentivar a campanha #FicaEmCasa com a transmissão digital, o festival LGBT online quer dar visibilidade e subsídio para artistas e produtoras que se encontram em situação difícil durante a quarentena, por isso o evento também conta com financiamento coletivo para custear as seguintes medidas:

  • A primeira parcela do valor arrecadado vai ser dividida igualmente entre as mais de 50 artistas do festival, uma vez que suas agendas foram canceladas em decorrência da pandemia;
  • Outra parcela vai ser revertida em cestas de necessidades básicas para a comunidade LGBT prioritariamente carente e pessoas trans em situação de cárcere que serão contempladas por meio da Organização Casa Chama.

A programação do “Marsha! Entra na Sala” é dividida entre os dias 4 e 5 de abril, a partir das 15h, e será transmitida no Instagram do festival LGBT online. Para contribuir com o financiamento coletivo do evento, clique aqui.

Quer mais cultura em tempos de quarentena? Se liga nessas dicas:

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos de uso, denuncie.