CORONAVÍRUS
Tudo o que você precisa saberÚltimas notícias e tudo que você precisa saber

Aproveite o melhor do teatro no Rio pagando até R$ 40

A Catraca Livre preparou um roteiro especial com espetáculos baratinhos que estão no circuito até o fim de março!

Por: Redação

O teatro no Rio de Janeiro é super diversificado e há opções para todos os gostos e bolsos. E olha que as produções estão a todo vapor! E para você não ficar de fora, a Catraca Livre reuniu uma série de peças bem baratinhas, com ingressos 0800 e até R$ 40.

Não tem desculpa para não prestigiar nossos artistas, hein… Vem ver a programação e já chama geral! Espere fortes emoções em cada um desses espetáculos!

Vamos lá explorar o teatro no Rio?

Oi Futuro Flamengo

O Som e a Fúria - Um Estudo Sobre o Trágico
Crédito: Marília Gurgel/ Divulgação“O Som e a Fúria – Um Estudo Sobre o Trágico” fala sobre o Brasil dos contrastes

O espetáculo “O Som e a Fúria – Um Estudo Sobre o Trágico” apresenta, em um ritmo vertiginoso e repleto de músicas e sons tribais, fragmentos de um Brasil inquietante, que tenta encontrar o seu rumo em meio às maiores urgências sociais e ambientais da história recente. A direção é de Jefferson Almeida e o texto é de Rosyane Trotta.

Quando? Até 22 de março, de quinta a domingo, às 20h
Onde? Oi Futuro Flamengo | Rua Dois de Dezembro, 63 – Flamengo
Quanto? R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia-entrada)
Classificação? 16 anos

CCBB – Centro Cultural Banco do Brasil

  • Musical: A Hora da Estrela ou O Canto de Macabéa

Em comemoração ao centenário de Clarice Lispector (1920-1977), o público tem a chance de assistir uma versão de “A Hora da Estrela”, último livro da autora, no palco. E em uma proposta musical, com canções de Chico César e estrelada por Laila Garin 😱.  No elenco, também estão Claudia Ventura, Claudio Gabriel.

Com adaptação e direção de André Paes Leme, “A Hora da Estrela ou O Canto de Macabéa” é um grito de indignação. A obra conta a saga de Macabéa, imigrante nordestina cuja vida no Rio de Janeiro é marcada pela ausência de afeto e poesia. Vista pela sociedade como uma mulher desprovida de qualquer atrativo, ela se contenta com uma existência medíocre: ganha menos do que um salário, divide um quarto com quatro pessoas, sofre com um chefe rigoroso e não atrai a atenção de ninguém.

Quando? Até 10/5, às quintas e sextas, às 20h, e aos sábados e domingos, às 19h | Não haverá apresentações nos dias 27, 28 e 29 de março
Onde? CCBB RJ | Rua Primeiro de Março, 66 – Centro
Quanto? R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada)

  • “Pá de Cal (Ray-lux)”

Pá de cal

CCBB RJ recebe espetáculo “Pá de Cal”, com texto de Jô BilacA trama de “Pá de Cal (Ray-lux)” parte do suicídio de um personagem central, ou seja, ele está ausente. O mesmo acontece com suas irmãs, que mandam representantes para a reunião “familiar” na qual irá se definir o destino do pai dessa família e também o destino da mãe do morto (uma antiga empregada), que também manda seu representante. O morto também é representado por uma pessoa com quem conviveu em terras estrangeiras.

Além de uma morte traumática, a peça lida com a terceirização de responsabilidades e de como essas representatividades interferem na boa condução das questões. Toda a ação se desenrola na casa onde mora o patriarca, local que é foco de uma disputa pela posse, revelando interesses divergentes entre as partes. Conflitos inesperados emergem a partir desse encontro. Com o passar do tempo, as relações entre pai e seus filhos – representados – se revelam aos espectadores cada vez mais límpidas e latentes.

O texto é de Jô Bilac e a direção é de Direção Paulo Verlings. Mais uma dica boa de teatro no Rio.

Quando?12 de março a 20 de abril | de quinta a segunda, às 20h
Onde? CCBB Rio de Janeiro | Rua Primeiro de Março, 66 – Centro
Quanto? R$30 (inteira), R$15 (meia-entrada)
Classificação? 14 anos

Tá curtindo esta lista de teatro no Rio?

Sesc Copacabana

  • “Ao redor da mesa, com Clarice Lispector”
“Ao redor da mesa, com Clarice Lispector”, teatro no Rio
Crédito: Divulgação/ Sesc RioEspetáculo “Ao redor da mesa, com Clarice Lispector” fica em cartaz em março

A peça se passa no início da década de 1960 60, quando a escritora (Gisela de Castro) recebe a inesperada visita dela mesma (Ester Jablonski), vinte anos mais velha. As duas põem as cartas na mesa e discutem escolhas de vida e de linguagem.

Frente a frente, confrontam-se a Clarice recém-separada, com filhos pequenos e já desfrutando do prestígio da crítica, e a Clarice no fim da vida, amarga e solitária, com projeto de escrita que radicaliza propostas anteriores. O texto é de Clarisse Fukelman.

Quando? 5 a 29 de março | de quinta a domingo, às 20h
Onde? Mezanino do Sesc Copacabana | Rua Domingos Ferreira, 160 – Copacabana
Quanto? R$ 30 (inteira), R$ 15 (meia), R$ 7,50 (associados Sesc)
Classificação? 12 anos

  • “O Clássico Êxodo”
O clássico Êxodo, teatro no Rio
Crédito: Matheus Affonso/ Divulgação“O Clássico Êxodo” faz uma crítica ao transporte público no RJ

No espetáculo “O Clássico Êxodo”, do coletivo Arame Farpado, após um cálculo em que se dá conta que passará 30 anos em um transporte público, uma mulher negra resolve driblar o tempo e a tripla jornada que mulheres negras estão expostas na sociedade e resolve morar dentro do ônibus na cidade com o pior transporte público do mundo.

A criação do texto é coletiva, de João Pedro Zabeti, Lais Lage, Lidiane Oliveira, Peterson Oliveira, Phellipe Azevedo, Sol Targino e JV Santos, e a direção é de Phellipe Azevedo.

Quando? Até 29 de março | de quinta a domingo, às 18h
Onde? Sala Multiuso do Sesc Copacabana | Rua Domingos Ferreira, 160 – Copacabana
Quanto? R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia-entrada) | Venda somente na bilheteria
Classificação? 16 anos

Sesc Tijuca

  • “Se não agora, quando?”
“Se não agora, quando?”
Crédito: Bernardo Schleguel/ DivulgaçãoPeça “Se não agora, quando?” aborda o suicídio

Uma mulher está decidida a se matar. Da janela do seu apartamento, ela acompanha diariamente a vida dos vizinhos do prédio em frente. Como nada do que planejou para sua vida deu certo, ela se alimenta do que acontece com eles.

No entanto, depois de um tempo, nem a vida deles lhe interessa mais. Tudo é igual, vazio e sem graça. Na sacada do seu apartamento, a mulher solitária está decidida como nunca antes estivera. De repente, uma luz se acende no 5o piso do prédio da frente. É um novo morador!

Marcélli Oliveira é atriz e autora da peça, que tem direção de Leonardo Hinckel.

Quando? Até 15  de março e de 20 de março a 12 de abril | de sexta a domingo, às 19h
Onde? Teatro II no Sesc Tijuca |Rua Barão de Mesquita, 539 – Andaraí
Quanto? R$ 30 (inteira), R$ 15 (meia), R$ 7,50 (associados Sesc)
Classificação? 16 anos

  • “A Protagonista”
Crédito: Franco Albuquerque/ DivulgaçãoConfira a temporada de “A Protagonista” no Sesc Tijuca

Tem mais dica boa de teatro no Rio. O espetáculo “A Protagonista”, o Coletivo Paralelas explora a união entre teatro e cinema, de modo que a cada apresentação haverá a produção de um curta-metragem diferente, um com cada atriz convidada. Cada filme será um disparador da discussão “Protagonismo feminino, vigilância e controle sobre a mulher”.

No palco, cinco atrizes apresentam um diálogo sobre o universo feminino e o magistério. E na interpretação intercalada de encenação teatral e curta-metragem, estimula-se a discussão sobre a exposição feminina e sua espetacularização já que público decide o ficcional e a realidade.

A direção é de Juliana Soure e a orientação artística é de Miwa Yanagizawa. No elenco estão Aliny Ulbricht, Carol Barbosa, Rosa Nogueira e Tatiane Santoro.

Quando? De 20 de março a 12 de abril | de sexta a domingo, às 19h
Onde? Teatro II no Sesc Tijuca |Rua Barão de Mesquita, 539 – Andaraí
Quanto? R$ 30 (inteira), R$ 15 (meia), R$ 7,50 (associados Sesc)
Classificação? 14 anos

Casa 136

  • “Aquilo que Acontece Entre Nascer e Morrer”
Aquilo que Acontece Entre Nascer e Morrer, teatro no Rio
Crédito: @entrenasceremorrer/ FacebookAutoficção “Aquilo que Acontece Entre Nascer e Morrer” fica em cartaz na Casa 136

Com criação, direção e atuação de Fabrício Moser, monólogo “Aquilo que Acontece Entre Nascer e Morrer”  desenvolve-se a partir da morte trágica dos pais do ator. A peça é o ponto de partida para uma autoficção que se debruça nas vozes do passado, presente e futuro.

Quando? Até 29 de março | aos sábados e domingos, às 20h
Onde? Casa 136 | Rua Ipiranga, 136 – Laranjeiras
Quanto? Contribuição voluntária
Classificação? 16 anos

Espaço Cultural Sérgio Porto

Peça Riobaldo
Crédito: Renato Mangolin/ DivulgaçãoUniverso do “Grande Sertão: Veredas” chega aos palcos do Rio de Janeiro

O monólogo “Riobaldo”, com direção de Amir Haddad, adapta o clássico “Grande Sertão: Veredas”, mas com foco nas mulheres que determinaram a trajetória do protagonista da história.

Na trama, o ex-jagunço Riobaldo reflete sobre uma série de questões existenciais, como religiosidade, a relação do homem com Deus – e com o Diabo -, o real e o misterioso, a sexualidade, a masculinidade e o amor, em suas mais diversas formas.

Quando? Até 30 de março |às sextas, aos sábados e às segundas, às 20h, e aos domingo, às 19h
Onde? Espaço Cultural Sérgio Porto | Rua Humaitá, 163, Humaitá (entrada pela Visconde e Silva)
Quanto? R$40 (inteira), R$20 (meia-entrada)
Classificação? 16 anos

Além das peças de teatro no Rio, a cidade recebe várias exposições gratuitas iradas para você visitar. Clica aqui para ver nossa lista!

1
5 blocos incríveis para curtir o Carnaval de rua no Rio
Carnaval está aí e é chegada a hora da gente decidir quais blocos nós vamos arrasar as nossas fantasias, confetes, …
2
5 blocos incríveis para curtir o carnaval de rua de SP
O Carnaval está aí! É chegada a hora de escolher os blocos para arrasar na passarela das ruas, ostentando fantasias, …
3
BH: Jetiboca tem café incrível a R$ 3, pão de queijo e muito amor
Um dos lugares mais incríveis e inusitados no centro de Belo Horizonte, em Minas Gerais, é o Mercado Novo. Há …
4
3 trilhas no Rio com vistas de tirar o fôlego
Esse vídeo é para os amantes de ecoturismo, ou mesmo para quem quer começar a fazer trilhas e se conectar …
5
Parque da Pedra Branca no RJ: a maior floresta urbana do país
Pega um calçado confortável, passar protetor e repelente e Colaí nessa caminhada pelas trilhas do Parque da Pedra Branca, a …
6
Roteiro zen para fugir do caos de SP
Viver em SP é estar sempre ligadão no 220. Mas é legal dar uma freada no corre corre, né não?Colaí …
7
3 rolés pra curtir no Baixo Tijuca no Rio de Janeiro
A região do Baixo Tijuca tem muito o que oferecer quando o assunto é cerveja gelada!Colaí que eu tenho as …
8
Arena Digital de Curitiba: cinema e planetário no mesmo lugar
Ver as estrelas, mergulhar no fundo do mar, conhecer de pertinho todo o sistema solar. Tudo isso é possível em …