Últimas notícias:

Loading...

‘Terças Crespas’ têm bate-papos com artistas negros de várias gerações

Projeto convida artistas da dança, teatro, cinema, música e literatura para falar sobre a arte negra nos dias de hoje

Ouça este conteúdo

27 de outubro de 2020

19h30

Representatividade é o que orienta a série de bate-papos “Terças Crespas”, que convida artistas negros de diferentes gerações e linguagens para contar sobre sua trajetória. As conversas são online e transmitidas sempre na última terça-feira do mês, às 19h30, pelo Instagram da companhia Os Crespos.

Terças crespas
Crédito: DivulgaçãoRubens Oliveira, Soraya Martins e José Fernando Peixoto de Azevedo são os convidados da edição de outubro

O próximo encontro acontece no dia 27 de outubro e tem como tema “Crítica e Estética na Arte Negra”. Os convidades são a atriz Soraya Martins, o diretor José Fernando Peixoto de Azevedo e o coreógrafo Rubens Oliveira.

Esse timaço de artistas faz uma leitura do teatro e dança negras no sudeste, abordando aspectos da crítica tradicional feita sobre esses trabalhos e, também pensando outras perspectivas para essa análise estética. O bate-papo é conduzido por Lucelia Sergio e Sidney Santiago Kuanza, fundadores da Cia Os Crespos.

Conheça @s convidades

A mineira Soraya Martins é atriz, pesquisadora sobre teatralidades brasileiras, crítica teatral e curadora do “Festival Internacional de Teatro de Belo Horizonte”. Atualmente, é doutoranda em Literaturas de Língua Portuguesa PUC-Minas.

O paulista José Fernando Peixoto de Azevedo é dramaturgo, diretor de teatro e cinema, pesquisador e curador. Hoje em dia, é professor e diretor da Escola de Arte Dramática, além de dar aulas no Departamento de Cinema, Rádio e Televisão e ser professor-orientador no Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas –atividades da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo. Também foi fundador e diretor artístico do Teatro de Narradores e colabora com o grupo Os Crespos.

Já o paulista Rubens Oliveira é bailarino e coreógrafo há 18 anos. Há uma década dirige a Cia Gumboot Dance Brasil. Em 2019 inaugurou o COM.UNS Corpo e Arte, espaço no centro de São Paulo onde ministra aulas de dança, promove atividades e eventos artísticos, além de desenvolver uma pesquisa aprofundada sobre a música do continente africano e da América Latina.

Confira estes outros rolezinhos para curtir sem sair de casa:

Agência Fática

Em parceria com Agência Fática

A Fática é uma agência de comunicação especializada em produzir conteúdos sobre cultura em suas diferentes linguagens.

Compartilhe: