Criança de 5 anos é estuprada como pagamento de dívida de drogas

Tanto a mãe da criança, quanto o homem que a abusou foram indiciados por estupro de vulnerável

Por: Redação | Comunicar erro
estupro de vulnerável
Crédito: Divulgação/Polícia Tanto o homem quanto a mãe foram indiciados por estupro de vulnerável

Uma criança de 5 anos foi estuprada após ser levada da casa de sua mãe como forma de pagamento por uma dívida de drogas não quitada. O caso aconteceu nesta terça-feira, 30, na cidade de Sena Madureira, no interior do Acre.

De acordo com informações do portal G1, o homem acusado de abusar sexualmente da criança foi até a casa da vítima cobrar uma dívida no valor de R$ 2 mil de sua matriarca, referente à dívida pelo consumo da substância.

Como a mulher não tinha dinheiro para pagá-lo, o suspeito levou a criança para “pressioná-la”, disse o delegado responsável pelo caso, Marcos Frank.

“Esse homem teria levado a criança para poder pressionar a mãe para pagar essa dívida de droga, mas em seguida voltou e deixou a menina em casa. Ela estava sangrando bastante, uma tia viu e chamou a polícia. Na delegacia, a menina contou o que o homem fez com ela”, esclareceu o delegado.

O homem foi preso, mas negou que tenha estuprado a criança. No entanto, segundo Frank, exames confirmaram a denuncia.

O acusado e a mãe foram indiciados por estupro de vulnerável – a mulher responderá por estupro na modalidade comissivo por omissão.

DENUNCIE – DISQUE 100

Saiba a quem recorrer em caso de suspeita de violência sexual infanto-juvenil:
Conselhos Tutelares – Os Conselhos Tutelares foram criados para zelar pelo cumprimento dos direitos das crianças e adolescentes. A eles cabe receber a notificação e analisar a procedência de cada caso, visitando as famílias. Se for confirmado o fato, o Conselho deve levar a situação ao conhecimento do Ministério Público.
Varas da Infância e da Juventude – Em município onde não há Conselhos Tutleares, as Varas da Infância e da Juventude podem receber as denúncias. 
Outros órgãos que também estão preparados para ajudar são as Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente e as Delegacias da Mulher. (Fonte: Unicef)

Compartilhe:

1 / 8
1
08:52
Machismo em escolas de samba
Carolina Ribeiro, musa da Unidos de Vila Maria, na zona norte de São Paulo, é a convidada do programa Entrevista …
2
02:06
Como ajudar outras mulheres no Carnaval
O Carnaval chegou e para evitar que algumas coisas chatas e sérias estraguem a sua folia, separamos algumas dicas para …
3
00s
Quem foi Chico Mendes?
Chico Mendes nasceu em Xapuri, no Acre, em uma família de seringueiros, ofício que herdou de seu pai. Ao longo …
4
11:47
Não é Não: tatuagens contra o assédio no Carnaval
Luka Campos, idealizadora da campanha Não é Não, foi a convidada pelo programa Entrevista por Catraca Livre desta semana para …
5
01:40
Desvio em fundos de incentivo para mulheres
O Supremo Tribunal Federal e Tribunal Superior Eleitoral determinaram que 30% dos fundos públicos de financiamiento de campanhas sejam destinados …
6
15:17
Sai Jean Wyllys, entra David Miranda
David Miranda, substituto de Jean Wyllys como deputado federal, é o convidado de estreia do programa Entrevista por Catraca Livre. …
7
01:37
Saiba o que muda com o novo decreto de posse de armas
Conforme prometido durante a campanha eleitoral, o presidente Jair Bolsonaro assinou o decreto que flexibiliza a posse de armas no Brasil. …
8
01:27
Rosa para meninas e azul para meninos?
Ao longo da história muita coisa mudou, inclusive a forma como meninos e meninas eram vestidos. No século XVIII, por …