É vergonhoso o STF ter que criminalizar a homofobia em pleno 2019

OPINIÃO: mas, no país que mais mata LGBTs em todo o mundo, medidas como essa se fazem necessárias e urgentes

Por: Maurício Thomaz

Temos impressoras 3D; temos aqueles robôs que limpam o chão de casa sem precisar fazer nada; temos geladeira com telinha tipo televisão; temos aplicativos que entregam comida na porta de casa (!!!). Evoluímos tanto em questões tecnológicas, mas nos esquecemos de acompanhar esse progresso enquanto humanidade.

É um absurdo que o STF (Supremo Tribunal Federal) precise julgar uma lei, em pleno 2019, que criminalize a homofobia e a transfobia. A gente fez algumas das principais autoridades do país pararem com julgamentos de corrupção e o escambau para se atentarem a uma questão: tem gente demais morrendo no Brasil por causa de preconceito. Olha que loucura! (Saiba tudo sobre o julgamento aqui)

stf homofobia
Crédito: Marstockphoto / iStockSTF julga se homofobia deve ser tipificada como crime

E a culpa, caro homofóbico e caro transfóbico, desculpe dizer, é toda sua. Você parou o trabalho dos ministros, você vai parar o trabalho de deputados e senadores, para que eles deem atenção a uma parcela da população que tem sido massacrada.

Para se ter ideia, o Brasil é o país que mais mata LGBTs em todo o mundo. E M   T O D O   O   M U N D O. Isso porque não é crime ser viado ou sapatão em terras tupiniquins. Matamos mais que o Iraque, o Irã, a Arábia Saudita e a Nigéria, onde ser LGBT resulta em pena de morte.

Saiba o que fazer e como denunciar casos de homofobia

Ah, e antes que você venha com aquele argumento pobre, de tio do WhatsApp, que enche o peito pra dizer “mas no Brasil há 62 mil homicídios por ano”, pense e reflita: quantas dessas vidas foram tiradas por causa de “””heterofobia”””? Quantos heterossexuais morreram pelo simples fato de se sentirem atraídos pelo sexo oposto? Muito provável que nenhum. Mas quando se tratam de LGBTs, o assunto é bem diferente. Ainda mais em relação a julgamento e condenação.

homofobia crime
Crédito: Reprodução/TV Globo | foto de Letícia Macedo/G1Imagem de jovem gay após ser atacado com uma lâmpada na Avenida Paulista, em 2010

Lembra do rapaz que foi agredido com uma lâmpada na cara em plena Avenida Paulista, em 2010? Pois é. Os agressores só foram julgados em 2018 e condenados a pagar míseros R$ 25,7 mil de multa, cada um. Ah, e o dinheiro não foi parar na conta da vítima, que teve seu rosto ensanguentado estampado em tudo que é veículo de comunicação. O dinheiro foi para um fundo estatal (saiba mais na matéria). Apenas o que ele carrega consigo desde então é uma cicatriz.

É vergonhoso que, em pleno 2019, caras como esses agressores tenham feito o STF parar para analisar uma proposta de criminalização da homofobia. E não adianta fazer cara de emburrado, bufar, xingar muito no Twitter ou pedir que os ministros se dediquem a outros assuntos. Tem uma legião de LGBTs que precisam dessa aprovação mais do que nunca, porque você, homofóbico, não consegue controlar sua incessante vontade de exaltar o macho alfa que aí habita, causando dor e sofrimento a milhares e milhares de pessoas que só queriam viver a vida em paz. Agora, aguenta aí, no seu canto, a gente falar de homofobia até que ela se acabe.

#CriminalizaSTF #ÉCrimeSim #HomofobiaÉCrime

Por: Maurício Thomaz

Editor Executivo de Redação. Libriano com traços piscianos. Amante da praia e do concreto. Rolês no centro de São Paulo são os meus preferidos. Mas que tal falar de política e de futilidade num boteco com cerveja barata?!

1
Visibilidade trans: a história de Thais de Azevedo
O que é violência para você? Para Thais de Azevedo essa pergunta resume uma trajetória de vida. Como mulher trans, …
2
Qual o impacto do feminismo na periferia ? Luana Hansen dá a letra
Dj, MC e produtora musical, Luana Hansen fez e faz história no movimento hip hop há, pelo menos, duas décadas. …
3
Brumadinho: relatos lembram a maior tragédia socioambiental do Brasil
Há um ano, a cidade de Brumadinho, região metropolitana de Belo Horizonte (MG) viveria um pesadelo difícil de ser esquecido. Era …
4
Denúncia contra Glenn Greenwald é um ataque à liberdade de imprensa?
Uma denúncia realizada pelo Ministério Público Federal foi vista como um ataque direto à liberdade de imprensa no Brasil. O …
5
9 pontos polêmicos que Sergio Moro se esquivou no Roda Viva
O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, foi o primeiro entrevistado da nova temporada do programa Roda Viva, …
6
‘Noivado’ de Regina Duarte com Bolsonaro divide opiniões
“Nós vamos noivar, vou ficar noiva, vou lá conhecer onde eu vou habitar, com quem que eu vou conviver, quais …
7
A queda: entenda a polêmica que custou o cargo de Roberto Alvim
Após praticamente reproduzir um discurso do ministro nazista Joseph Goebbels, o ex-secretário de Cultura, Roberto Alvim, protagonizou uma polêmica que …
8
Impunidade de Victor não é caso isolado no Brasil de Bolsonaro
Victor Chavez, cantor sertanejo da extinta dupla Victor e Léo, foi condenado por agredir a esposa grávida de quatro meses …