Por isolamento social, São Paulo vai bloquear avenidas a partir de 2ª

Também a partir de segunda, fica obrigatório o uso de máscaras em transportes públicos

Por: Redação

Como forma de ampliar a taxa de isolamento social e, consequentemente, reduzir o contágio do novo coronavírus, a Prefeitura de São Paulo vai bloquear quatro avenidas da capital a partir da próxima segunda-feira, 4, conforme anunciado pelo prefeito Bruno Covas.

Crédito: Carlos Amoroso/FotosPublicasCarlos Amoroso/FotosPúblicasA av. Paulista vazia em 23 de abril; São Paulo vai bloquear avenidas para incentivar as pessoas a ficarem em casa

Nesta segunda, os bloqueios das avenidas serão “educativos”, segundo a prefeitura, para que os motoristas se adaptem à nova necessidade, e vão valer apenas no horário de pico da manhã, das 7h às 9h, e uma faixa será preservada para a circulação dos carros.

A partir da terça-feira, 5, os bloqueios em vias da cidade serão realizados durante todo o dia, para desestimular as pessoas a saírem de casa sem necessidade. Só ficará livre a faixa de ônibus por onde também poderão passar ambulâncias e veículos de saúde ou funerários.

De acordo com o Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI-SP) do governo de São Paulo, que é divulgado diariamente, o percentual de isolamento social no estado foi de 56% nesta sexta-feira, 1º. A taxa ideal para combater a propagação do novo coronavírus, de acordo com as autoridades de saúde, é de 60% a 70%.

Avenidas de São Paulo que estarão bloqueadas

A partir desta segunda, estarão fechadas para carros os seguintes trechos:

– Zona sul: Av. Moreira Guimarães (B/C) x Av. Miruna;
– Zona norte: Av. Santos Dumont (B/C) x Av. do Estado;
– Zona leste: Av. Radial Leste (B/C) X Rua Pinhalzinho;
– Zona oeste: Av. Francisco Morato (B/C) x Rua Sapetuba.

Blitzes educativas, ação conjunta com as secretarias municipais da Saúde (SMS), Mobilidade e Transportes (SMT) e Segurança Urbana (SMSU), também com o apoio do CPTran, GCM e CET, vão ocorrer em outros dois endereços, ambos na zona oeste, também entre 7h e 9h:

– Av. Dr. Vital Brasil (B/C) x R. Camargo;
– Av. João Paulo I (B/C) altura do n° 2.868.

A CET vai monitorar os bloqueios definitivos e orientar o tráfego nas regiões, visando preservar a segurança dos usuários das vias.

Uso de máscara em transportes públicos

Também a partir desta segunda-feira, 4, passa a ser obrigatório o uso de máscaras de proteção facial em todos os transportes públicos da capital paulista. Segundo o decreto, a medida é válida enquanto durar a situação de emergência e o estado de calamidade pública decorrentes da covid-19.

Com o decreto, fica determinada a obrigatoriedade do uso de máscaras por motoristas, cobradores e passageiros dos ônibus integrantes do Sistema Municipal de Transporte Coletivo Público de Passageiros; trabalhadores dos terminais municipais de ônibus; motorista e passageiro de transporte individual de passageiros por táxi; motorista e passageiro de transporte individual por aplicativo.

O governo do estado de São Paulo também tornou obrigatório o uso de máscaras de proteção para passageiros do Metrô, da CPTM, dos ônibus intermunicipais da EMTU nas regiões metropolitanas e dos ônibus rodoviários fiscalizados pela Artesp.

Ministério da Saúde ensina a fazer máscara caseira contra o coronavírus

Recomendações da prefeitura

  • Se possível, fique em casa. O distanciamento social é ferramenta de prevenção e deve ser respeitado;
  • Se precisar sair de casa, use máscara;
  • Evite aglomerações ou locais pouco arejados;
  • Cubra sempre a tosse (não utilizando as mãos, mas os braços);
  • Utilize lenços descartáveis e jogue-os no lixo após o uso;
  • Lave as mãos frequentemente com água e sabão;
  • Evite tocar nos olhos, nariz e boca;
  • Não compartilhe objetos de uso pessoal.
 

Compartilhe: