Time de MT desiste de contratar goleiro Bruno após protestos

"Viemos comunicar que o Clube Esportivo Operário Várzea-grandense não contratará o atleta Bruno Fernandes das Dores de Souza", diz a nota oficial do time

Por: Redação

O Operário de Várzea Grande, time do Mato Grosso (MT) desistiu de contratar o goleiro Bruno Fernandes das Dores de Souza, após protestos. O clube confirmou o recuo nas negociações, nesta quarta-feira, 22, por meio de nota oficial divulgada pela diretoria.

goleiro bruno
Crédito: Divulgação/Polícia CivilTime de MT desiste de contratar goleiro Bruno após protestos

Na última terça-feira, 21, enquanto o time se preparava para entrar em campo pelo campeonato mato-grossense, em frente ao estádio municipal Dito Sousa, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá,  400 manifestantes, em sua maioria mulheres, com faixas, cartazes e palavras de ordem, realizaram um protesto contra a contratação do goleiro Bruno.

“Viemos comunicar que o Clube Esportivo Operário Várzea-grandense não contratará o atleta Bruno Fernandes das Dores de Souza”, disse a nota oficial do clube.

A saída de patrocinadores, diante da repercussão negativa da contratação, poderia inviabilizar as finanças do clube.

As empresas Sicredi e Martinello, patrocinadoras do Campeonato Estadual do Mato Grosso, chegaram a solicitar a retirada de suas marcas do uniforme do clube. A Locar Gestão de Resíduos anunciou a suspensão do patrocínio por tempo indeterminado. Os recursos repassados ao clube bancam viagens, hospedagens, arbitragem e transporte.

A contratação do goleiro Bruno para o time gera polêmica desde o ano passado, quando a proposta foi realizada pelo clube. No início desta semana, a Justiça de Minas Gerais o liberou para morar em Mato Grosso e trabalhar no Operário.

Em 2013, Bruno foi condenado há 20 anos e 9 meses pelo homicídio triplamente qualificado de Eliza Samudio e pelo sequestro e cárcere privado do filho Bruninho, em 2010.  Até hoje o corpo de Eliza não foi encontrado.  Atualmente, ele cumpre sua pena no regime semiaberto. Antes da condenação, havia defendido Atlético-MG e Flamengo.


Imagem Carnaval Sem Assedio
1
A repercussão dos ataques machistas à jornalista Patrícia Campos Mello
No final da última semana, Hans River do Rio Nascimento foi chamado para prestar depoimento na CPMI das Fake News. …
2
Governo Bolsonaro libera pesca em áreas de conservação ambiental
Uma portaria do Instituto Chico Mendes (ICMBio), órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente, autorizou a pesca esportiva e amadora …
3
Chuva forte deixa São Paulo debaixo d’água
A chuva que começou ontem não deu sinal de trégua e fez São Paulo amanhecer debaixo d’água nesta segunda-feira, 10. …
4
Coronavírus: aviões da FAB vão retirar brasileiros de Wuhan, na China
Dois aviões da Força Aérea Brasileira (FAB) decolaram nesta quarta-feira, 5, em direção a Wuhan, na China, para retirar os …
5
BBB20: Mulheres decidem o destino de Pétrix Barbosa
A união das mulheres  decidiu o destino de Pétrix não apenas no Big Brother Brasil 20, mas também fora da …
6
Damares Alves: abstinência sexual, protesto e contradição?
Por que este grupo de mulheres deu as costas para a ministra Damares Alves enquanto ela defendia sua política de …
7
Bolsonaro e a demissão do secretário que viajou com jato da FAB
O presidente Jair Bolsonaro anunciou em sua conta no Twitter que vai tornar sem efeito a nomeação de José Vicente …
8
Visibilidade trans: a história de Thais de Azevedo
O que é violência para você? Para Thais de Azevedo essa pergunta resume uma trajetória de vida. Como mulher trans, …