Últimas notícias:

Loading...

XP/Ipespe: Boulos encosta em Russomanno na disputa por São Paulo

O atual prefeito Bruno Covas fica isolado na dianteira e venceria o segundo turno em qualquer cenário

Por: Redação
Ouça este conteúdo

Nova pesquisa XP/Ipespe mostra que o apoio do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) ao candidato Celso Russomanno (Republicanos) tem surtido efeito negativo. Russomanno despencou mais três pontos na pesquisa de intenções de votos pela prefeitura de São Paulo, fazendo com que o candidato do PSOL, Guilherme Boulos, ficasse ainda mais perto da segunda posição.

Segundo a pesquisa, Russomanno caiu três pontos e detém 19% das intenções de votos, enquanto Boulos caiu um ponto, e está com 15%. Os candidatos estão empatados pela margem de erro, que é de 3,5. A batalha pelo lugar no segundo turno das eleições será acirrada.

boulos russomanno xp/ipespe
Crédito: Reprodução/InstagramXP/Ipespe: Boulos encosta em Russomanno e Covas fica isolado na dianteira

Enquanto isso, o candidato tucano e atual prefeito da maior capital do Brasil, Bruno Covas, assumiu a dianteira disparado. Covas caiu um ponto em com relação à última pesquisa, e hoje detém 26% das intenções de votos.

O candidato que mais subiu na pesquisa XP/Ipespe em relação às anteriores foi Marcio França (PSB). Ele ganhou dois pontos em comparação à última pesquisa, e agora tem 10% das intenções de votos.

Pesquisa XP/Ipespe para a Prefeitura de São Paulo de 2-3 de novembro

Bruno Covas (PSDB) • 26%
Celso Russomanno (Republicanos) • 19%
Guilherme Boulos (PSol) • 15%
Márcio França (PSB) • 10%
Jilmar Tatto (PT) • 4%
Arthur do Val (Patriota) • 4%
Andrea Matarazzo (PSD) • 2%
Joice Hasselmann (PSL) • 2%

Compare com os dados das pesquisas anteriores ao final desta publicação*.

A XP/Ipespe também levantou dados de como seria o segundo turno das eleições em São Paulo, em seis cenários diferentes. Bruno Covas levaria em todos. Confira:

CENÁRIO 1
Bruno Covas (PSDB) – 49%;
Celso Russomanno (Republicanos) – 32%;
branco/nulo/nenhum – 17%;
não sabe/não respondeu – 2%.

CENÁRIO 2
Bruno Covas (PSDB) – 50%;
Guilherme Boulos (Psol) – 28%;
branco/nulo/nenhum – 19%;
não sabe/não respondeu – 3%.

CENÁRIO 3
Bruno Covas (PSDB) – 50%;
Márcio França (PSB) – 32%;
branco/nulo/nenhum– 16%;
não sabe/não respondeu – 3%.

CENÁRIO 4
Celso Russomanno (Republicanos) – 40%;
Guilherme Boulos (Psol)– 33%;
branco/nulo/nenhum– 24%;
não sabe/não respondeu – 3%.

CENÁRIO 5
Márcio França (PSB) – 39%;
Celso Russomanno (Republicanos) – 37%;
branco/nulo/nenhum– 22%;
não sabe/não respondeu – 3%.

CENÁRIO 6
Márcio França (PSB) – 39%;
Guilherme Boulos (Psol) – 28%;
branco/nulo/nenhum– 26%;
não sabe/não respondeu – 6%.

O estudo ouviu 800 eleitores paulistanos. O número de identificação na Justiça Eleitoral é SP-00875/2020. O levantamento foi realizado em 2 e 3 de novembro. A margem de erro é de 3,5 pontos percentuais.


Abaixo você confere os números das pesquisas anteriores para o primeiro turno:

*Pesquisa XP/Ipespe para a Prefeitura de São Paulo de 26-27 de outubro

Bruno Covas (PSDB) • 27%
Celso Russomanno (Republicanos) • 22%
Guilherme Boulos (PSol) • 16%
Márcio França (PSB) • 8%
Jilmar Tatto (PT) • 5%
Arthur do Val (Patriota) • 4%
Andrea Matarazzo (PSD) • 3%
Joice Hasselmann (PSL) • 2%

Pesquisa XP/Ipespe para a Prefeitura de São Paulo de 19-20 de outubro

Celso Russomanno (Republicanos) • 27%
Bruno Covas (PSDB) • 25%
Guilherme Boulos (PSol) • 12%
Márcio França (PSB) • 8%
Jilmar Tatto (PT) • 4%
Arthur do Val (Patriota) • 2%
Andrea Matarazzo (PSD) • 2%
Joice Hasselmann (PSL) • 2%

Compartilhe: