‘Dono da Havan pediu minha cabeça’, diz Sheherazade

Jornalista afirmou, em conversa com o colunista Leo Dias, que o empresário Luciano Hang teria pedido a sua demissão

Por: Redação
Ouça este conteúdo

A passagem de quase uma década de Rachel Sheherazade pelo SBT foi marcada por declarações polêmicas, muitas delas ligadas à direita. Segundo a jornalista, ironicamente, foi o empresário bolsonarista Luciano Hang, dono da rede de lojas Havan, que pediu para que Silvio Santos a demitisse. Hang não estava satisfeito com a postura de Sheherazade.

SBT demite Roberto Cabrini após mais de 11 anos de casa

A apresentadora do SBT Rachel Sheherazade e o empresário Luciano Hang
Crédito: ReproduçãoA apresentadora do SBT Rachel Sheherazade e o empresário Luciano Hang

Rachel Sheherazade diz que foi dispensada do SBT por e-mail

“Tem muitas coisas, mas a declaração do dono da Havan, que se autodeclara como ‘véio da Havan’. Ele veio a público pedir a minha cabeça”, disse Sheherazade ao colunista Leo Dias.

“Ele é um dos maiores patrocinadores do SBT e de outras grandes emissoras também.”

Veja a entrevista no vídeo:

Saída de Sheherazade

Sheherazade, que está há anos como apresentadora titular do jornal “SBT Brasil”, foi comunicada pela emissora na última segunda-feira, 7, que o contrato dela com a empresa não será renovado. Ela deve seguir no canal até final do mês de outubro.

Em junho, quando os rumores da possível demissão começaram a circular na internet, Sheherazade foi a público falar sobre o assunto. Na época, ela falou que não poderia ser demitida por ser uma prestadora de serviço no regime PJ (Pessoa Jurídica).

Crédito: Reprodução/SBTReação de Sheherazade a fala cruel de Bolsonaro viraliza na web

“Por mais que algumas pessoas, são poucas pessoas, mesquinhas, maldosas, invejosas, por mais que elas desejem com tanta força, por mais que elas queiram, por mais que elas façam promessas, por mais que elas façam pressões, eu não posso ser demitida”, disse.

Ainda de acordo com a âncora do SBT, não existia nada sobre a demissão dela. “Tirem isso da cabeça, por acaso se eu e o SBT não queiramos mais trabalhar juntos, o que pode acontecer, nós vamos, simplesmente, esperar o final do contrato e não vamos renovar mais a nossa parceria. É simples assim”, relatou.

Com a saída confirmada do SBT, a jornalista mandou uma indireta para o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), na edição do “SBT Brasil”.

Ao apresentar uma reportagem sobre a operação Furna da Onça, que apura prática de rachadinhas na Alerj (Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro), Sheherazade interrompeu o texto e disparou: “Não, rachadinhas não. A palavra certa é peculato. Crime de peculato na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro”.

Compartilhe: