Ex-The Voice Leandro Buenno revela ter HIV e critica Bolsonaro

Cantor, que é namorado de Rodrigo Malafaia, lamentou a falta de empatia do governo

Por: Redação

Ex-participante do The Voice Brasil de 2014, Leandro Buenno revelou ter HIV em uma live do influenciador digital João Vivas. O cantor deu mais detalhes do caso afirmando que o diagnóstico foi feito em 2017.

Noivo do modelo Rodrigo Malafaia, que não possui o vírus, Leandro acha importante falar sobre o assunto com naturalidade.

leandro buenno rodrigo malafaia
Crédito: Reprodução/InstagramLeandro Buenno e Rodrigo Malafaia estão juntos há um ano e meio

“Percebi a necessidade e a responsabilidade de levar isso além. Uma motivação muito grande foi também ver meu amigo e criador de conteúdo LGBTQI+ Lucas Raniel levantando essa discussão e levando informação não só à nossa comunidade, mas a todos que desconhecem e tratam o assunto com tanto estigma e preconceito”, disse em entrevista ao UOL.

Junto com Malafaia há um ano e meio, o artista revelou ser soropositivo antes do primeiro contato sexual com o parceiro. Rodrigo, por sua vez, se mostrou compreensivo. “[…] Contei das minhas experiências anteriores com pessoas soropositivas e disse que já entendia bastante sobre o assunto, que não era uma grande questão para mim”, completou.

É mito ou verdade? 10 coisas que você precisa saber sobre HIV

Apesar da boa relação que tem com o namorado e amigos, Buenno enfatizou que o preconceito ainda é muito latente por conta da falta de informação.

“Há pessoas que não sabem a diferença entre HIV e Aids. E isso é realmente assustador”, afirmou ele, completando que a política e os governantes do país deveriam servir como exemplo para que a população se eduque. Contudo, o cantor lamentou a postura do atual presidente da república, Jair Bolsonaro, que já deu diversas declarações homofóbicas publicamente.

“Como é triste ver a falta de empatia e a falta de consideração com que o nosso governo trata o assunto, tentando cada vez mais marginalizar e distanciar a população de um tema que sempre foi presente na sociedade”, criticou.

Para ser mais exato, a Aids é a doença causada pela infecção do HIV. O HIV, por sua vez, ataca o sistema imunológico e afeta a capacidade de o organismo se defender. O tratamento, então, serve para o controle do vírus, de forma que ele evite que a Aids se manifeste.

HIV: sintomas, prevenção e onde fazer o teste

HIV é um termo em inglês para o vírus da imunodeficiência humana (human immunodeficiency virus). Ele é o causador da AIDS e ataca o sistema imunológico, responsável por defender o organismo de doenças.

O HIV é uma doença sexualmente transmissível (DST) e também pode ser contraída no contato com sangue infectado ou de forma vertical, no caso de mulheres soropositivas grávidas. Não há cura para o HIV, mas existem remédios que reduzem bastante a progressão da doença. Eles são chamados de coquetéis antirretrovirais e são responsáveis pela queda no número de mortes em decorrência da infecção em todo o mundo. Leia a matéria completa no link.

Prevenção ao HIV precisa ir além da camisinha

O discurso do uso de camisinha como única maneira de prevenção ao HIV, defendido ao longo dos anos, é uma estratégia falha, segundo o médico infectologista Jamal Suleiman, do Instituto de Infectologia Emílio Ribas. Para o especialista que atua desde os anos 80 no hospital paulistano que é referência no tratamento ao vírus, assumir esse discurso ignora a população que não faz uso constante do preservativo.

“Quando o sujeito fala que faz sexo protegido, a primeira pergunta que eu faço é: ‘Em 30 dias, considerando que você teve 10 relações sexuais, em quantas você deixou de usar preservativo?’ Não tem essa história de sexo protegido sempre. Ele é protegido até se ganhar confiança para fazer desprotegido”, comenta o médico em entrevista à Catraca Livre… Confira a matéria completa aqui.